Venezuela depende da Rússia para 80% dos fertilizantes
CI
Imagem: Divulgação
PROBLEMA SUL-AMERICANO

Venezuela depende da Rússia para 80% dos fertilizantes

"Eles exportam cerca de 20% de todas as necessidades mundiais"
Por: -Leonardo Gottems

O presidente da Confederação das Associações de Produtores Agropecuários da Venezuela (Fedeagro), Celso Fantinel, explicou que a Venezuela depende da Rússia para mais de 80% da compra de fertilizantes e outros insumos, e a guerra entre Rússia e Ucrânia afetou suas vendas. "Eles exportam cerca de 20% de todas as necessidades mundiais, o que é a importância da Rússia na produção de fertilizantes", disse.

Ele também destacou que os fertilizantes são um dos principais ingredientes para o plantio das lavouras no país, como é o caso do milho, e destacou que a produção de alguns produtos está estagnada na Venezuela. "Tivemos uma leve recuperação do branco (milho), mas o amarelo e o café continuam estagnados. Hortaliças não crescem porque o consumo é deficiente e estamos apreensivos, porque também vemos como todas as matérias-primas, não só nossos insumos, mas o que é arroz, trigo, milho, açúcar está aumentando", completou.

Em entrevista concedida à Rádio Fedecamaras, explicou que em reunião com o executivo nacional lhe disseram ser imperativa a obtenção de empréstimos e financiamentos bancários para o sector agro-pecuário, juntamente com a questão do sortido e fiscalização do gasóleo devido à especulação de mercados irregulares. “Deixemos uma mensagem positiva ao país de querer que o setor agrícola e 17 estados se recuperem, pois sua primeira e segunda renda são as culturas agrícolas”, mencionou.

Ressaltou que há mais de quatro anos o setor conta com financiamentos bancários que não chegam a US$ 30 a US$ 40 milhões, quando o setor exige, para uma produção melhor e maior, entre US$ 1.000 a US$ 1.500 milhões. “Não se trata apenas de comprar sementes e fertilizantes. Temos que trazer tratores, semeadoras, fumigadores, tecnologia, porque sem esse investimento ficamos estagnados”, disse.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.