Verão começa nesta terça-feira (21) no Hemisfério Sul
CI
Imagem: Pixabay
PREVISÃO

Verão começa nesta terça-feira (21) no Hemisfério Sul

Padrão das chuvas nos meses do verão de 2021 e 22 seguirão o regime climático típico de La Niña
Por: -Eliza Maliszewski

Começa nesta terça-feira (21), às 12h59 (horário de Brasília), o verão no Hemistério Sul. Marcada pela elevação da temperatura em todo o país, em função da posição do Sol mais ao sul, a estação tem dias mais longos que as noites, além de mudanças rápidas nas condições de tempo, como chuva forte, queda de granizo, vento com intensidade (moderada a forte) e descargas elétricas. A estação termina no dia 20 de março de 2022, às 12h33, dando lugar ao outono. Nesta safra, novamente, a estação está sob a incidêncio do fenômeno La Niña que, tradicionalmente, diminui as chuvas no Sul e aumenta a incidência de precipitações do Centro ao Norte do país.

Veja o prognóstico que o Agrotempo preparou para a nova estação:

Em relação ao monitoramento das águas oceânicas, ainda em dezembro as temperaturas da superfície do mar permanecem bem abaixo do normal no Pacífico equatorial centro-leste.  A evolução das principais variáveis ??oceânicas e atmosféricas são consistentes com as condições de La Niña e, portanto, a maioria das projeções matemáticas prevêem que as temperaturas oceânicas fiquem abaixo do normal durante o verão e, em seguida, retornem para níveis de neutralidade durante a primavera. 

De acordo com o boletim publicado neste último dia 21/12, as condições de La Niña persistem com alta probabilidade até o trimestre de Fevereiro-Março-Abril, indicando 59% da manutenção do fenômeno. Ao passo que, no trimestre Março-Abril-Maio as maiores probabilidades são para a condição de neutralidade, 63%. As projeções também indicam uma gradativa elevação das condições para El Niño a partir da segunda metade de 2022. 

Contudo, o padrão das chuvas nos meses do verão de 2021 e 22 seguirão o regime climático típico de La Niña o que poderá favorecer os trabalhos de campo no início do período da colheita em Fevereiro, com uma diminuição das chuvas que vem ocorrendo sobre a parcela central do país. E este padrão podemos ver a partir do comportamento das chuvas nos meses de Janeiro Fevereiro e Março em períodos de La Niña.

Avaliando o comportamento das chuvas nos períodos de La Niña para o verão, é notável a transição do comportamento no cone sul do país. Existe uma leve tendência de recuperação, sobretudo no mês de março, o que acaba elevando os volumes no período, sendo que em alguns estados o mês de janeiro é o mês mais chuvoso do ano. Contudo no extremo sul do RS, a tendência climática não apresenta recuperação das chuvas. Na faixa central do Brasil, especialmente nas áreas entre o norte do MT, GO, MG, ES e BA, de acordo com a média histórica, as chuvas ficam mais irregulares e abaixo daquilo que é esperado para o período. Por outro lado, no extremo norte do Brasil, as chuvas ficam muito acima da normal climática. 

Mas vale ressaltar que, apesar da média histórica ser um bom indicativo, as projeções são dinâmicas. Assim, o que os modelos matemáticos estão mostrando, é que mesmo para o período onde existe uma tendência de recuperação nas chuvas na região sul do país, o verão de 2022 terá chuvas abaixo da média, em particular em grande parte de SC e RS. Para o mesmo período, a expectativa é de que no extremo norte do território nacional as chuvas fiquem muito acima daquilo que seria esperado para o verão. Outra área em que as chuvas poderão ficar abaixo do esperado no período é no nordeste do nordeste, em particular no litoral dos estados. Já na maior parte da parcela central do país, a expectativa é de que as chuvas fiquem dentro daquilo que seria esperado para o período.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.