Vipal reforça participação no mercado mexicano

Agronegócio

Vipal reforça participação no mercado mexicano

O México é um dos mercados mais estratégicos para muitas empresas mundiais, independente do segmento de atuação
Por:
1334 acessos
 Empresa participa mais uma vez da Expotransporte - Anpact, principal feira de transportes do País, onde também já conta com a sua Rede Autorizada

O México é um dos mercados mais estratégicos para muitas empresas mundiais, independente do segmento de atuação. Localizado na América do Norte, com uma grande população e marcado pelo desenvolvimento constante, o país representa também um dos principais centros de negócios para a Vipal.

A empresa exporta para o país há vários anos, mas foi a partir de 2004 que a operação “ganhou corpo”, graças à abertura de uma filial em terras mexicanas. Hoje, além do escritório local, Vipal conta com uma sólida Rede Autorizada no México, com 11 pontos.

A participação na Anpact, em Guadalajara, de 17 a 19 de novembro, uma das principais feiras de transportes da América Latina, visa, justamente, ratificar a posição de destaque da Vipal no mercado Mexicano.

Durante o evento será apresentada toda a linha de produtos para reforma e reparo de pneus e câmaras de ar da empresa, com destaque para a linha ECO, composta de bandas exclusivas, as primeiras que economizam combustível.

Reduzir os custos fixos sem comprometer o resultado final é fundamental para o sucesso em qualquer atividade. No caso do mercado de transporte rodoviário, as atenções estão voltadas para dois componentes, fundamentalmente: combustível e pneus.

Não é novidade que, mundialmente, todo o setor do transporte utiliza pneus reformados, bem como, que o pneu é o segundo maior custo do transporte rodoviário. Em média, reformar pneus significava uma redução de 60% no custo/km rodado.

Mas, agora, frotistas, transportadores e caminhoneiros têm muito que comemorar. A partir de estudos e testes inéditos de uma das mais importantes marcas mundiais do setor de produtos para reforma de pneus, a Vipal, constatou-se que é possível economizar também combustível, o que irá influenciar ainda mais na redução da planilha de custos e, conseqüentemente, no crescimento do mercado de transportes.

Como economizar combustível com a reforma?

Escolha da banda adequada a cada necessidade de transporte e profundidade dos sulcos são os segredos. Em relação à escolha da banda, o ideal é buscar o equilíbrio entre tração e dirigibilidade. Quanto maior a tração dos pneus menor a dirigibilidade. Por que utilizar um pneu com grande tração, por exemplo, em um caminhão que atua apenas no transporte rodoviário? O caminhão não “rodará solto” e gastará mais combustível.

Mas a questão mais contundente e fruto deste estudo inédito, diz respeito à profundidade do sulco. Até então se imaginava que um sulco mais profundo era garantia de mais durabilidade e desempenho. Porém, testes em laboratório confirmaram que sulco profundo gera mais calor, aumenta a sobrecarga da carcaça e a tração. No campo as informações foram consolidadas. O teste realizado com bandas de 18 mm e 22 mm, em condições idênticas e que gerou uma economia de 9% de combustível, quando utilizado o pneu com menor sulco.

Para se ter uma idéia desta economia, uma empresa com uma frota de 50 caminhões, que rodam 10.000 km por mês, economizaria em um ano mais de R$ 100.000,00, o equivalente a US$ 59.000,00.

Esta economia de combustível equivale ainda a não emissão de 130 toneladas de CO2 ou ao plantio de 686 árvores, ratificando, mais uma vez, a importância da atividade para o meio ambiente.

Denominadas ECOTREAD (Vipal) e GREENTREAD (Tortuga), as novas bandas pré-moldadas fazem parte do Projeto Sustentabilidade do Transporte da Vipal. São produtos que vão muito além da economia proporcionada pela reforma de pneus ao setor de transportes e com a preservação do meio ambiente.

Identificadas com uma linha tracejada verde e uma etiqueta com os nomes ECOTREAD ou GREENTREAD são bandas que proporcionam menor resistência ao rolamento, menor consumo de combustível e maior rendimento quilométrico. “Nossos estudos apontavam que o sulco menor garantia a economia. Nós somamos a esta informação compostos e desenhos exclusivos, e chegamos a bandas que reduzem ainda mais o consumo. Com a utilização dessas bandas, a economia de combustível é de até 10% e o aumento de rendimento quilométrico chega a 6%”, destaca Eduardo Sacco.
 
As informações são da assessoria de imprensa da Vipal.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink