Volume de leite captado pelas empresas aumenta em junho

Agronegócio

Volume de leite captado pelas empresas aumenta em junho

O maior aumento no volume de leite captado de maio para junho, de 10,4%, ocorreu no Rio Grande do Sul
Por:
64 acessos

Após queda de cinco meses seguidos, o volume de leite captado pelas empresas de laticínios aumentou em junho - comportamento sazonal típico. O Índice de Captação de Leite (ICAP-L) do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, teve elevação de 4,6% sobre maio e de 4,34% em relação a junho de 2006. De acordo com o Cepea, entre os seis estados que compõem o ICAP-L, apenas Bahia e Goiás continuaram apresentando recuos nos volumes captados em junho. Em Goiás, a queda foi de 1,3% em relação a maio, enquanto na Bahia, a redução foi de pouco mais de 4%. O maior aumento no volume de leite captado de maio para junho, de 10,4%, ocorreu no Rio Grande do Sul. Na sequência, esteve o Paraná, com elevação de 7,3% no mesmo período.

O volume captado no acumulado do primeiro semestre deste ano já supera em 3,34% o do mesmo período do ano passado. Entre os estados pesquisados pelo Cepea, o Rio Grande do Sul foi o que apresentou o maior aumento no volume de leite captado, de 12,6% no mesmo período. Já em Goiás, houve a queda mais expressiva na captação, de 4,7%. Apesar dos aumentos no volume de leite captado, os preços recebidos pelos produtores continuaram em alta. No pagamento de julho, referente à produção de junho, de acordo com informações do Cepea, o valor médio dos sete estados incluídos na pesquisa foi de R$ 0,6843/litro, alta de 9,6% em relação ao mês anterior, o que corresponde a quase 6 centavos por litro.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink