Votação do Código só será possível se “paixões” forem deixadas de lado

Agronegócio

Votação do Código só será possível se “paixões” forem deixadas de lado

"É preciso equilíbrio", diz ministro
Por:
1238 acessos

Brasília – Um dia depois de a Câmara dos Deputados adiar mais uma vez a votação do Código Florestal, o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, aposta que a votação será possível se as partes envolvidas deixarem “as paixões” de lado.

“Essa questão não pode ser negro contra branco, cruzeirense contra atleticano. É uma questão que a gente tem que ter muita prudência. É um tema que envolve o conjunto da sociedade. É preciso equilíbrio e diminuir a paixão desse tema, porque estamos tratando do futuro do país”, disse Carvalho, ao participar nesta quinta-feira (12) do programa de rádio Bom Dia, Ministro, produzido pela Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República em parceria com a EBC Serviços.

Segundo ele, a presidenta Dilma Rousseff tem acompanhado o desenrolar das negociações, porém evita se manifestar publicamente uma vez que o tema está em discussão no Congresso Nacional.

Na madrugada de hoje, os deputados adiaram a votação do novo código, depois de um pedido apresentado pelos líderes do governo Cândido Vaccarezza (PT-SP), e do PT, Paulo Teixeira (SP). A argumentação deles é que o texto apresentado em plenário pelo relator Aldo Rebelo (PCdoB-SP) não é o mesmo do acordado com a base governista.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink