VBP de 2020 é o maior em três décadas
CI
Imagem: Pixabay
AGRONEGÓCIO

VBP de 2020 é o maior em três décadas

As primeiras estimativas para 2021 indicam crescimento de 10,1% do VBP
Por: -Eliza Maliszewski

O Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) que mostra a evolução do desempenho das lavouras e da pecuária ao longo do ano e corresponde ao faturamento bruto dentro do estabelecimentode, teve, em 2020, um desempenho mais do que positivo. O VBP alcançou R$ 871,3 bilhões, um crescimento de 17%. Este é o melhor resultado da série histórica dos últimos 32 anos, iniciada em 1989. O segundo melhor resultado ocorreu em 2015, com R$ 759,6 bilhões. 

Os dados foram divulgados pela Secretaria de Política Agrícola do Ministério da Agricultura e já incluem o desempenho de dezembro. As lavouras tiveram faturamento de R$ 580,5 bilhões, alta de 22,2%, e a pecuária respondeu por R$ 290,8 bilhões, incremento de 7,9%.

Os produtos que mais contribuíram para o resultado foram o milho, com crescimento real de 26,2%; soja, com 42,8%; carne bovina, com 15,6%; e carne suína, 23,7%. O faturamento da soja, milho e carne bovina foi de R$ 243,7 bilhões, R$ 99,5 bilhões e R$ 126,3 bilhões, respectivamente. Destaca-se ainda a contribuição positiva da produção de ovos em 2020.

Em 2021 as estimativas seguem positivas e indicam crescimento do VBP de 10,1%. Os principais destaques são: arroz (17,3%), batata inglesa (22,1%), cacau (14,7%), mandioca (10,9%), milho (17,7%) e soja (24,4%). Há ainda boas expectativas para a pecuária, em especial para bovinos, suínos, frangos e leite.

O ranking dos principais produtos em 2021 aponta para a soja, milho, café e algodão, responsáveis por 82,6% do faturamento esperado para as lavouras. Na pecuária, bovinos, frangos e leite devem liderar os resultados do VBP, com participação em 85,9% do faturamento.

A lista dos estados campeões na agropecuária deve permanecer com Mato Grosso, Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Rio Grande do Sul. O primeiro colocado Mato Grosso responde por 15,4% do total, com mais de R$ 134 bilhões no VBP. Completam a lista dos dez primeiros colocados Goiás, Mato Grosso do Sul, Bahia, Santa Catarina e Pará. O Estado com o menor VBP é o Amapá, com pouco mais de R$ 154 milhões.

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink