Wagner Rossi recebe Ordem do Rio Branco

Agronegócio

Wagner Rossi recebe Ordem do Rio Branco

Ministro da Agricultura e outras personalidades da vida política brasileira são homenageados pela presidenta Dilma Rousseff e o Itamaraty
Por:
2860 acessos
Ministro da Agricultura e outras personalidades da vida política brasileira são homenageados pela presidenta Dilma Rousseff e o Itamaraty

O ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Wagner Rossi, recebeu nesta quarta-feira, 20 de abril, das mãos da presidenta Dilma Rousseff, a medalha da Ordem de Rio Branco, no grau de Grã-Cruz, como reconhecimento pelos serviços prestados ao país. A medalha é a homenagem mais importante da diplomacia brasileira.
Wagner Rossi regressou recentemente da China, onde participou das negociações comerciais com resultados expressivos para a agricultura brasileira. A cerimônia comemorativa do Dia do Diplomata foi realizada no Palácio do Itamaraty e contou com a participação do ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota.

A presidenta Dilma Rousseff também agraciou com a mesma medalha outros integrantes do governo, como os ministros José Eduardo Cardozo (Justiça), Pedro Novais (Turismo), Marcio Negromonte (Cidades), Wellington Moreira Franco (Assuntos Estratégicos), Aloizio Mercadante (Ciência e Tecnologia) e Luiza Helena de Bairros (Igualdade Racial).

Também foram homenageados com a medalha os ministros Fernando Pimentel (Desenvolvimento), Miriam Belchior (Planejamento), Alexandre Tombini (Banco Central), Helena Chagas (Comunicação Social) e Maria do Rosário (Direitos Humanos).

Após a cerimônia, Dilma Rousseff presidiu a cerimônia de formatura da turma 2009-2010 do Instituto Rio Branco.

Para saber mais

A Ordem de Rio Branco foi instituída pelo presidente João Goulart, em 5 de fevereiro de 1963, por meio do Decreto nº 51.697. A medalha condecora as pessoas tidas como merecedoras do reconhecimento do governo brasileiro, incentivando a prática de ações e feitos dignos de menção honrosa. Também serve para distinguir serviços meritórios e virtudes cívicas.

A ordem leva o nome do patrono da diplomacia brasileira, o Barão do Rio Branco, José Maria da Silva Paranhos Júnior (filho do Visconde de Rio Branco), que nasceu em 20 de abril de 1845.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink