Webinar mostra quem faz a diferença no saneamento rural
CME MILHO (DEZ/20) US$ 4,200 (0,72%)
| Dólar (compra) R$ 5,63 (0,59%)

Imagem: Pixabay

WEBINAR

Webinar mostra quem faz a diferença no saneamento rural

O bate-papo será nesta sexta-feira (16), às 14 horas, com transmissão pelo canal do ITB no YouTube
Por:
60 acessos

Referência quando o assunto é saneamento, o Instituto Trata Brasil também está preocupado com esse tema no campo e em áreas isoladas e, para isso, organizou um webinar para discutir questões práticas e mostrar quem está fazendo a diferença no saneamento rural. O bate-papo será nesta sexta-feira (16), às 14 horas, com transmissão pelo canal do ITB no YouTube.

A Embrapa Instrumentação, que trabalha há 20 anos com o desenvolvimento de tecnologias sociais ligadas ao tratamento da água e esgoto no campo, participa com o pesquisador Wilson Tadeu Lopes da Silva. “A proposta do webinar é muito boa. Além de falar um pouco sobre soluções como a Fossa Séptica Biodigestora, o Jardim Filtrante e o Clorador Embrapa, queremos discutir o olhar que se deve ter para esse tipo de situação”, diz.

“Para o trabalho com saneamento rural é preciso conhecer a comunidade, as pessoas, tem que sensibilizar. Em função disso, vamos falar sobre a mobilização em torno do tema, como as coisas têm acontecido e as parcerias, que já ajudaram a instalar 12 mil Fossas Sépticas Biodigestoras em todo o Brasil”, acrescenta Wilson Tadeu.

 A conversa também contará com as participações de Caetano Scannavino Filho, coordenador da ONG Projeto Saúde & Alegria; Marcondes Ribeiro, diretor presidente do Instituto Sisar e Isabel Figueiredo, colaboradora na FEC/Unicamp. Os moderadores serão Ana Salett, procuradora geral da Funasa e Edison Carlos, presidente executivo do Instituto Trata Brasil.

“Cada vez mais sentimos a necessidade que as cidades incorporem as tecnologias de saneamento rural, ao invés das opções centralizadas, para que a gente consiga universalizar o saneamento, atendendo às exigências do Marco Legal até 2033 (garantir que 99% da população brasileira tenha acesso à água potável e 90% ao tratamento e a coleta de esgoto)”, explica o coordenador de Comunicação do ITB, Rubens Filho.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink