Workshop na Aprosoja aborda tecnologia inovadora para análise de solos

Agronegócio

Workshop na Aprosoja aborda tecnologia inovadora para análise de solos

Pesquisador da Embrapa Solos apresenta Specsolo, que segundo empresa pode revolucionar mercado
Por:
1029 acessos

Um pacote tecnológico focado na análise de solos será uma das principais programações durante o segundo workshop “Compartilhando conhecimentos de Gestão e Pesquisa”, que será realizado pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), no dia 30 de novembro, em Cuiabá. 
 
Intitulado de Specsolo, o pacote tecnológico foi desenvolvido pela Embrapa Solos do Rio de Janeiro e iniciativa privada. Segundo a instituição, o Specsolo poderá revolucionar o mercado brasileiro por ter como vantagem a análise de amostras de solo de forma não destrutiva, rápida e econômica. 
 
Entre parâmetros que poderão ser inclusos, estão a fertilidade do solo (carbono orgânico do solo, pH, cálcio, magnésio, fósforo, potássio dentre outros) e a qualidade física (argila, silte e areia), que poderão ser analisados simultaneamente em apenas 30 segundos. A análise convencional, de acordo com a Embrapa, demora dias para revelar os mesmos resultados.
 
A apresentação da nova técnica, segundo o departamento de Pesquisa e Gestão da Produção de Propriedades da Aprosoja, vem agregar ao workshop. 
 
“O segundo workshop surgiu da ideia de divulgarmos os projetos de pesquisa financiados pela Aprosoja. Dentre os principais, está a Comissão de Fertilidade de Solos (CIAQAS), composta pelas instituições de pesquisa Fundação Mato Grosso e Universidade Federal de Mato Grosso, campus Barra do Garças”, explica a analista de projetos, Cristiani Bernini. 
 
Segundo a gerente de Pesquisa e Gestão, Cristiane Sassagima, uma das possibilidades é exatamente a padronização de análises de solo no Estado. “Foram três anos de pesquisa nas análises de solos e surgiram várias hipóteses de padronizarmos a metodologia de análise de solos para o Estado de Mato Grosso. Exatamente aproveitando este cenário, chamamos o pesquisador da Embrapa Meio Ambiente para ministrar a palestrar desta nova tecnologia”, afirma. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink