ZAV Boliviana recebe 700 mil doses de vacina anti Aftosa do Brasil

Agronegócio

ZAV Boliviana recebe 700 mil doses de vacina anti Aftosa do Brasil

O Mapa repassará mais 700.000 doses em novembro, completando 2 milhões de doses prometidas a Bolívia através de acordo bilateral
Por:
593 acessos

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA), através da Superintendência no Mato Grosso do Sul (SFA/MS), formalizou a entrega de setecentas mil doses de vacina contra febre aftosa para o Serviço Nacional de Sanidade Agropecuária e Alimentar da Bolívia (SENASAG). Esta é a segunda remessa, de três programadas para 2009. As vacinas foram entregues ao representante do SENASAG, Dr. Humberto Menacho, Coordenador da ZAV boliviana, as 15h00 dessa segunda-feira (24), no pátio da Receita Federal em Corumbá/MS. O Mapa repassará mais 700.000 doses em novembro, completando 2 milhões de doses prometidas a Bolívia através de acordo bilateral. A doação foi feita com o objetivo de apoiar técnicamente os criadores bolivianos e ajudar de forma mais eficaz no combate e erradicação da febre aftosa, principalmente na zona de alta vigilância daquele País.

As vacinas foram adquiridas pelo Ministério da Agricultura, da empresa Merial Saúde Animal Ltda, com sede em Campinas/SP. As etapas de vacinação dos dois lados deverão ser harmonizados dentro da ZAV. A terceira e última remessa de vacinas deverá ocorrer no mês de novembro, onde serão doadas mais 700 mil doses. A entrega foi acompanhada pelos FFA’s João Ormay, do Serviço de Sanidade Animal da SFA (SEDESA) e Wilson Victório Garcia, Chefe da Unidade de Vigilância Agropecuária Internacional de Corumbá (UVAGRO), obedecendo determinação da Portaria Mapa nº 37 de 10.03.2009.

A maior concentração de rebanho bovino na Zona de Alta Vigilância boliviana está na região denominada chiquitania, envolvendo os Departamentos de Santa Cruz, Beni e Pando. A faixa fronteiriça do Brasil com a Bolívia é de 3,16 mil km, envolvendo os estados de Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Acre e Rondônia. Nessas áreas limítrofes, existe um plano emergencial previamente acordado de reforçar as ações conjuntas de fiscalização. O MAPA, em parceria com os serviços estaduais de defesa agropecuária ampliaram o número de fiscais agropecuários nessa região, através de barreiras fixas e móveis.

O Superintendente Orlando Baez, enfatizou que o Brasil vem contribuindo sistematicamente com a Bolívia no combate à febre aftosa, tanto no fornecimento de vacinas como na capacitação de pessoal, por se tratar de uma ação estratégica de combate e erradicação da doença na região até 2010.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink