Zoneamento agrícola na produção de banana
CI
Agronegócio

Zoneamento agrícola na produção de banana

Para incrementar a produção, Prefeitura de Alto Araguaia distribui 5.500 mudas de bananas
Por:
Com objetivo de identificar os municípios aptos e os períodos de plantio com menor risco climático para o cultivo da banana, foi estabelecido o Zoneamento Agrícola para esta cultura em Mato Grosso. A partir dele ficou destacado que para essa identificação foi realizado um balanço hídrico sequencial mensal da cultura. Onde foram adotados os seguintes critérios para a indicação do cultivo da bananeira em condições de sequeiro: temperatura média do mês de julho menor ou igual à 15º C; deficiência hídrica anual maior ou igual a 80 mm, com ocorrência inferior a 3 meses consecutivos e deficiência mensal superior a 50 mm.


Os municípios que apresentaram deficiência hídrica e condições térmicas dentro dos limites pré-estabelecidos em, no mínimo, 20% de seu território, foram indicados para o cultivo da banana em sequeiro. Os que tiveram condições térmicas favoráveis, porém, com deficiências hídricas superiores aos limites definidos, o plantio foi indicado apenas para o cultivo com irrigação. Conforme a portaria, o período de cultivo sequeiro ficou estabelecido de 31 de novembro a 31 de janeiro. Já o irrigado, de 31 de janeiro a 31 de dezembro. Na relação dos municípios aptos ao cultivo de sequeiro e/ou irrigado, estão: Alto Araguaia, Alto Garças, Alto Taquari, Araguainha, Barão de Melaço, Campo Verde, Chapada dos Guimarães, Cuiabá, Diamantino, Dom Aquino, General Carneiro, Guiratinga, Itiquira; Jaciara, Juscimeira, Nossa Senhora do Livramento, Nova Brasilândia.

Esta semana, buscando implementar a cultura da banana a Secretaria Municipal de Agricultura de Alto Araguaia (415 Km ao Sul de Cuiabá) deu início a distribuição de 5.500 mudas de bananas das espécies: banana prata (Fhia 18), banana de mesa (Thap Maeo), banana nanica (Cavendish), banana maçã (Princesa) e banana maça (Tropical). As mudas foram doadas para 237 produtores rurais do município. De acordo com o secretário de Agricultura de Alto Araguaia, Dimas Gomes Neto, esta é uma ação que tem como finalidade o fortalecimento da cadeia produtiva da fruticultura na região. Sendo que já houve, inclusive, a capacitação dos produtores com o apoio da Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer) mostrando como é realizado o plantio e cultivo. As mudas foram adquiridas da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Cruz das Almas (BA), espécies resistentes a pragas e doenças.


Dentre as frutas produzidas em Mato Grosso, o maior volume corresponde à produção de banana, com 57,155 mil toneladas, equivalente a 49% do total de frutas colhidas. Na sequência registra-se a produção de melancia, com 24,889 mil toneladas, maracujá (11,409 mil/t), caju (5,718 mil/t), laranja (3,560 mil/t), mamão (3,256 mil/t), manga (1,773 mil/t), melão (1,199 mil/t) e uva (1,164 mil/t). A produção de abacaxi e coco, em unida- unidades, corresponde a 44,756 mil frutos e 15,845 mil frutos, respectivamente, nesta safra.

Em relação à área plantada, nota-se que o cultivo de banana envolve 5,941 mil hectares, proporcional 51% de toda área ocupada com o plantio de frutas no Estado. O restante foi reservado ao cultivo de abacaxi (1,951 mil/ha) e coco (1,191 mil/ha). Há 10 anos Mato Grosso tinha cerca de 60 mil hectares destinados à cultura da banana, que diminuíram em função das pragas Sigatoka-negra e o mal-do-Panamá.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink