Sicredi disponibiliza R$ 3,461 bilhões em crédito na região Centro Norte

PLANO SAFRA

Sicredi disponibiliza R$ 3,461 bilhões em crédito na região Centro Norte

Agricultores e pecuaristas de Mato Grosso, Rondônia, Pará e Acre têm 13% a mais de recursos
Por:
695 acessos

Produtores rurais de Mato Grosso, Rondônia, Pará e Acre, área de atuação da Central Sicredi Centro Norte, têm disponíveis R$ 3,461 bilhões em recursos para custeio e investimento no Plano Safra 2019/2020. Para o custeio da produção são R$ 2,961 bilhões, 13% a mais que os R$ 2,627 bilhões planejados para a safra 2018/2019. Para investimento, a previsão é de um orçamento de R$ 500 milhões, mesmo valor da temporada anterior, e provenientes do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

O crédito rural está disponível para contratação desde 1º de julho nas agências das 10 cooperativas do Sicredi na região Centro Norte e poderão ser contratados até junho do próximo ano. Para os produtores da agricultura empresarial, os recursos para custeio disponíveis nesta safra somam R$ 2,791 bilhões e os pequenos produtores têm R$ 170,582 milhões, por meio do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf). Vale lembrar que para os investimentos, as liberações ocorrem conforme a demanda dos produtores rurais.

“O Sicredi é uma instituição financeira que tradicionalmente apoia a produção agrícola e pecuária, seja ela empresarial ou familiar. A cada ano buscamos ampliar a oferta de crédito para que os produtores possam investir na produção e na propriedade, e tenham melhorias constantes nos negócios, promovendo seu crescimento e da região onde ele vive”, considera o presidente da Central Sicredi Centro Norte, João Spenthof, ao lembrar que as cooperativas dispõem de um mix de produtos e serviços e que o perfil de cada associado que pretende contratar recursos é analisado para que seja oferecida a ele a linha mais adequada.

Em todo o país, a instituição financeira cooperativa vai viabilizar mais de R$ 20,1 bilhões em crédito no Plano Safra 2019/2020, e estima atingir mais de 220 mil operações. O montante é 21% maior que os recursos concedidos no ano-safra anterior, quando somou R$ 16,6 bilhões, até maio. Do volume para este novo ciclo, a expectativa é disponibilizar R$ 17,5 bilhões em operações de custeio, comercialização e investimento, além de R$ 2,6 bilhões com recursos direcionados, oriundos do BNDES, por exemplo.

Outras opções de crédito

Além dos recursos próprios e repassados (poupança equalizada, Letras de Crédito do Agronegócio/LCA, MCR 6.2 e BNDES), o Sistema Sicredi disponibiliza fontes alternativas de recursos para contratação como Cédula de Produto Rural (CPR) e Moeda Estrangeira. Para contratar, basta os produtores rurais procurarem suas agências e formalizarem o pedido, que passará por análise para concessão.

Balanço Safra 2018/2019

No ciclo agrícola 2018/2019, as cooperativas do Sicredi que atuam na região Centro Norte liberaram R$ 3,371 bilhões em crédito (custeio, investimento e comercialização) para os produtores rurais, de 1º de julho de 2018 a 31 de maio de 2019. Sem considerar o último mês do ano-safra, o valor é 7,8% maior que todo o orçamento previsto para o período (1º de julho de 2018 a 30 de junho 2019), que era de R$ 3,127 bilhões, incluindo os R$ 500 milhões de investimentos via BNDES. Para a agricultura empresarial foram liberados R$ 3,111 bilhões, enquanto na agricultura familiar (Pronaf) foram aplicados R$ 259,468 milhões. Em número de operações, foram 13.018, sendo 4.839 para agricultura familiar e 8.179 para agricultura empresarial nas linhas para custeio e investimento. Para comercialização foram outras 100 operações.

Em todo o território nacional, o Sicredi liberou R$ 16,6 bilhões (até maio) em cerca de 179 mil operações de custeio, investimento, comercialização e industrialização. A expectativa para o fechamento desse ciclo é a liberação de R$ 15,4 bilhões.  Além desses recursos, a expectativa é de R$ 2,4 bilhões com recursos oriundos do BNDES e outras linhas de investimento, totalizando R$ 17,8 bilhões, crescimento de 23,6% se comparado ao ano-safra anterior (2017/2018).

Entre os produtores beneficiados pelo crédito rural aplicado pelo Sicredi está Seir Marques dos Santos, 43 anos, de Araputanga. Associado da instituição financeira cooperativa há dois anos, ele possui uma chácara e um sítio onde produz banana e cria gado, respectivamente, nos municípios de Araputanga e Indiavaí. Decidiu criar animais com foco na reprodução. Contratou cerca de R$ 200 mil para custeio e investimento. Usou os recursos para compra de novilhas e vacas, e insumos para a produção. Na agricultura, cultiva banana maçã e banana da terra que comercializa na região.

Santos conta que trabalha para uma empresa como representante comercial, mas que, como a atividade é realizada apenas dois dias da semana, no escritório instalado na casa dele, tem outros dias livre para se dedicar à atividade rural. “Com o dinheiro emprestado pelo Sicredi consegui aumentar o rebanho, que agora somam 116 cabeças, sendo 25 bois e o restante fêmeas para recria. A atividade melhorou e se vendesse parte dos bezerros hoje já teria recurso para quitar o empréstimo e ainda sobraria uma parte”.

Outro produtor que busca o Sicredi quando precisa de crédito é Raiolando Costa de Oliveira, 63, de Rio Branco (AC). Um dos primeiros associados da cooperativa na cidade, ele planta soja e milho há 19 anos. Atualmente cultiva 500 hectares. No ano passou contratou crédito na instituição financeira cooperativa para custear a lavoura, com a compra de insumos que lhe renderam bons resultados. A produtividade chegou a 68 sacas por hectare, considerada por ele “uma excelente produção”. Além de produzir grãos, tem uma pequena fábrica de ração, comercializada com criadores de peixes, suínos e frangos. A produção de ração é de mil toneladas por mês, abaixo da capacidade, de 3,9 mil toneladas.

Para a próxima safra pretende ampliar a área cultivada, com a abertura de uma nova área de mil hectares, onde em 500 (ha) vai iniciar a produção com o plantio de arroz e milho. “O Sicredi é nosso banco e vamos manter essa parceria por muitos anos”, diz ao comentar que está satisfeito com o relacionamento com a instituição financeira cooperativa.

“Buscamos liberar crédito para nossos associados para que tenham melhores resultados. E além de trabalharmos ano a ano para oferecer mais recursos, estamos empenhados em melhorar a experiência do nosso associado agro, com a otimização de processos, automatização do crédito e capacitação dos nossos colaboradores. Tudo para obtermos um índice de satisfação cada vez mais elevado”, acrescenta o diretor executivo da Central Sicredi Centro Norte, Seneri Paludo.

 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink