Laboratório vai calcular carbono armazenado pelas árvores da Amazônia

AMAZÔNIA

Laboratório vai calcular carbono armazenado pelas árvores da Amazônia

A Casa de Carbono irá desenvolver pesquisas para estimar o volume de madeira, biomassa e carbono armazenado pela Floresta Amazônica
Por:
90 acessos

O Serviço Florestal Brasileiro e a Universidade Federal do Amazonas (Ufam) inauguram amanhã (8), em Manaus (AM), o primeiro Laboratório de Inventário e Mensuração de Florestas Tropicais. O laboratório, apelidado de Casa de Carbono, irá apoiar os esforços do Inventário Florestal Nacional (IFN) no desenvolvimento de equações e processamento de dados para estimar o volume de madeira, biomassa e carbono armazenado pelas árvores da Floresta Amazônica.

O laboratório foi construído com recursos do Fundo Amazônia, geridos pelo Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), e repassados à universidade por meio do Serviço Florestal Brasileiro.  

O laboratório da UFAM foi projetado para dispor dos espaços necessários para o tratamento de amostras de árvores, determinação da biomassa e carbono e ajuste das equações, tendo aproximadamente 250 metros quadrados e os equipamentos mínimos necessários. O valor dos recursos repassados à UFAM foi de aproximadamente R$ 800 mil reais. A universidade cuidou da licitação e supervisão da construção do laboratório e será responsável pela sua manutenção e pelo envolvimento de seu corpo docente e discente no desenvolvimento das equações e outras atividades de pesquisa previstas no âmbito do IFN. A coleta de dados para o desenvolvimento das equações deverá ocorrer em ações adicionais com recursos previstos no projeto do Fundo Amazônia. 

Inventário Florestal Nacional

O Inventário Florestal Nacional é um levantamento realizado pelo governo federal para produzir informações sobre os recursos florestais brasileiros. A coleta de dados é feita em todo o território, diretamente nas florestas – naturais e plantadas – incluindo a coleta de amostras botânicas e de solo, a medição das árvores e a realização de entrevistas com os moradores das proximidades. Desta forma, são avaliadas a qualidade e as condições das florestas e a sua importância para as pessoas.

Estarão presentes à cerimônia de inauguração o diretor-geral do Serviço Florestal Brasileiro, Valdir Colatto, o reitor da Ufam, Sylvio Mário Puga Ferreira, e o gerente do Departamento de Meio Ambiente e Fundo Amazônia do BNDES, Nabil Moura Kadri, além de autoridades locais.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink