Estudante do Amapá expõe vasos feitos de caroço de açaí em conferência científica na Sérvia

Açaí

Estudante do Amapá expõe vasos feitos de caroço de açaí em conferência científica na Sérvia

Objetivo da conferência é reunir jovens estudantes com iniciativas promissoras para promover intercâmbio no cenário científico internacional
Por:
415 acessos

Um conjunto de vasos ecológicos, feitos a partir de resíduos de caroços de açaí, será apresentado pela jovem amapaense Aira Beatriz Cardoso de Souza, 17 anos, durante a International Conference of Young Scientists (ICYS), evento internacional que será realizado na Sérvia, de 19 a 25 de abril de 2018. O objetivo da conferência é reunir jovens estudantes com iniciativas promissoras para promover intercâmbio no cenário científico internacional. O evento ocorre anualmente em distintas cidades, promovendo troca de experiências, culturas e conhecimentos. ?Esta é a 25ª edição e será realizado em Belgrado, capital da Sérvia, uma das cidades mais antigas da Europa. Este ano, participarão 300 jovens estudantes de vários países, sendo 7 do Brasil.

“Participar da ICYS fará com que eu aprenda mais e vivencie as diferentes percepções e soluções para os problemas que jovens inspirados na ciência buscam, dando-me a possibilidade de crescer não só em minha vida pessoal, como também de alavancar os potenciais de meu projeto", destacou Aira Souza, que embarcará para a Sérvia acompanhada da professora orientadora Danielle Alessandra Pereira de Brito. A jornada rumo ao evento inclui escalas e conexões no Brasil e na Suíça até chegarem na Sérvia. O custeio da viagem é proveniente de recursos para projetos sociais da Vara de Execuções Penais e Medidas Alternativas de Macapá, representada pelo juiz Rogério Funfas.

A ICYS tem caráter de campeonato de projetos científicos e também de intercâmbio entre os participantes. A representante do Amapá, Aira Sousa, além de levar cinco amostras dos vasos biodegradáveis para competir na conferência científica, também irá presentear jovens de vários países com minibandeiras do Amapá, bottons e chaveiros resinados feitos a partir de resíduos de caroço de açaí. “Os vasos ecológicos passaram por análise química no laboratório da Embrapa Amapá, a fim de identificar o grau de nutrientes. Brevemente serão testados cientificamente quanto ao desenvolvimento de plantas”, explicou o chefe-geral interino da Embrapa Amapá, Nagib Melém.  São vasos em formato de embalagem ecológica, que servem de substratos quando decompostas no solo e não deformam as raízes das plantas. As vantagens deste vaso ecológico é que retém maior umidade, apresenta mais resistência e durabilidade em comparação aos de materiais tradicionais, tem boa aeração e baixo custo.

O projeto desenvolvido pela estudante amapaense tem como título “Biovaso: reaproveitamento dos resíduos de biomassa euterpe oleracea para a produção de vasos ecológicos”. No ano passado, Aira Souza competiu na Copa Science de México, com 22 projetos universitários e conquistou o segundo lugar com o vaso biodegradável, na categoria área de agronomia. Aira Souza é ganhadora de vários prêmios na área de agronomia e desenvolvimento sustentável. Em 2015 ela criou o projeto Lixeira Sustentável, implementado na Escola Estadual Santa Maria, bairro do Cabralzinho, em Macapá (AP), o que lhe rendeu o Voto de Louvor outorgado pela Câmara de Vereadores de Macapá.  Em 2016 o projeto foi premiado em 1º lugar pela Universidade de São Paulo (USP) e implementado na Escola Santa Maria.

A International Conference of Young Scientists (ICYS) foi realizada pela primeira vez em 1993 e o Brasil participa do evento desde 2005 e já contou com a participação de cerca de 40 jovens. Para saber mais clique aqui.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink