DF e Oeste da Bahia validam Zarc para milho
CME MILHO (SET/20) US$ 3,076 (-1,22%)
| Dólar (compra) R$ 5,41 (1,29%)

Imagem: Eliza Maliszewski

RISCO CLIMÁTICO

DF e Oeste da Bahia validam Zarc para milho

Método foi validado com reuniões técnicas online e prevê a melhor janela para semeadura
Por: -Eliza Maliszewski
271 acessos

Depois de várias reuniões foi definido o Zoneamento Agrícola de Risco Climático (ZARC) para o Distrito Federal, entorno e Oeste da Bahia. 

Pesquisadores definiram que milho safra ou de 1ª safra é aquele que não foi semeado em sucessão a outra cultura, sendo, portanto, a cultura principal de verão. Já o milho safrinha ou de 2ª safra é aquele semeado em sucessão a outra cultura, como a soja. 

Neste entendimento foram indicadas as janelas de plantio ideais para o milho de 1ª e 2ª safras em solos de textura média e argilosos, que são os encontrados no DF e Entorno. Para a 1ª safra, para ambos os solos, o ideal é plantar entre 1º de outubro e 31 de dezembro. Já na segunda safra vai de 21 de dezembro a 20 de fevereiro. Para o milho safrinha de ciclo precoce, o plantio fica recomendado de 11 a 29 de fevereiro. 

No Oeste da Bahia foram considerados os seguintes períodos: a janela de semeadura para a cultura do milho 1ª safra costuma iniciar no período de 21 a 31 de outubro, mas o risco climático no período é de 40%. O mais recomendado é fazer de 1º de novembro a 10 de fevereiro, com risco aumentando até 20 de fevereiro. Em virtude da baixa oferta pluviométrica na região e de a abrangência do ZARC ser apenas para cultivos de sequeiro, não foi possível a geração de resultados para o segundo cultivo do milho 2ª safra.

Fora do período estabelecido o risco climático é alto. O estudo levou em consideração clima, tipos de solo, ciclos das cultivares, de modo que as plantas consigam fugir das adversidades climáticas, de forma a  minimizar as perdas agrícolas dos produtores.

O ZARC é um instrumento de política pública que indica as épocas de semeadura com menores riscos climáticos às culturas, visando estabelecer as áreas e períodos mais convenientes à utilização econômica dessas culturas e indicando condições ambientais favoráveis. Se o produtor planta fora da indicação fica sem cobertura do seguro agrícola. Além de poder verificar na página do MAPA as portarias que serão publicadas, o produtor terá acesso a todas as informações geradas pelo ZARC baixando gratuitamente o aplicativo móvel ZARC Plantio Certo.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink