DF: João Roma ressalta o protagonismo da Conab em ato simbólico de doação de alimentos
CI
Imagem: Pixabay
DOAÇÃO

DF: João Roma ressalta o protagonismo da Conab em ato simbólico de doação de alimentos

As entregas serão concluídas ainda no mês de maio
Por:

Comunidades indígenas do Distrito Federal e entorno, além de estudantes indígenas vinculados à Universidade de Brasília, receberam cestas de alimentos da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em ato simbólico realizado nesta quinta-feira (20), na Unidade Armazenadora da Conab em Brasília (DF).

Em sua fala, o ministro da Cidadania, João Roma, reforçou a importância da ação de distribuição de alimentos da Companhia: “queremos que a Conab tenha cada vez mais protagonismo para fazer chegar alimentos à mesa dos brasileiros”.

A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, destacou a preocupação do governo federal com as populações vulneráveis que são mais afetadas pela pandemia: “mais cestas virão; o governo tem um olhar especial para toda a população indígena”, afirmou.

Até o momento, foram retiradas 480 cestas, que estavam na Unidade Armazenadora (UA) da Conab em Brasília. As entregas serão concluídas ainda no mês de maio. A definição dos beneficiários foi feita pela Fundação Nacional do Índio (Funai).

“Queria agradecer muito, muito pelas cestas, muitas vezes falta comida em casa”, disse Kameru, da etnia Kamaiurá, que mora em Gama, região administrativa de Brasília, há 14 anos. O evento marca a doação de 1.000 cestas de alimentos para 232 famílias e 59 estudantes das etnias Apinajé, Bakairi, Baré, Bororo, Fulni-ô, Guajajara, Javaé, Karajá, Kamaiurá, Kariri-Xocó, Maioruna, Munduruku, Macuxi, Oiamaré, Pankararu, Pataxó, Sateré, Terena, Tukano, Tuxá, Umutina, Xavante, Xukuru e Ydiriuá.

“Vamos distribuir cestas nas comunidades mais vulneráveis. São quase 1,7 milhão de cestas de alimentos produzidos pelo agro brasileiro, que não deixa faltar comida na mesa do brasileiro”, explica o presidente da Conab, Costa Neto.

O encontro contou com a participação da ministra Tereza Cristina; do ministro João Roma; da ministra da Secretaria de Governo, Flávia Arruda; do presidente da Conab; do presidente da Funai, Marcelo Xavier; da secretária executiva do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Tatiana Alvarenga: e dos diretores da Conab: Bruno Cordeiro (Gestão de Pessoas), José Trabulo Júnior (Operações e Abastecimento) e Sergio De Zen (Política Agrícola e Informações).

UA Brasília – Em razão de sua posição central no país, a UA de Brasília armazena ao todo 413 mil cestas, que serão distribuídas para comunidades tradicionais em situação de insegurança alimentar, entre indígenas, quilombolas, pescadores e extrativistas dos estados do Amazonas, Pará e Tocantins.

Ação Nacional – A ação de distribuição de alimentos é garantida por meio do Termo de Execução Descentralizada 08/2020, firmado entre a Conab e o Ministério da Cidadania, que tem em vista minimizar os efeitos da crise econômica e social gerados em função da pandemia de COVID-19. Com os recursos investidos pelo ministério, a Companhia adquire os produtos para formação das cestas, operacionaliza a montagem e guarda dos estoques, além de auxiliar na logística de distribuição.

As entregas em Brasília fazem parte de ação que ocorre por todo país, e alcançam os estados do Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará,Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Tocantins, além do Distrito Federal. Serão distribuídas 37 mil toneladas de alimentos, beneficiando 424 mil famílias.

Por sua posição estratégica, as Unidades Armazenadoras da Conab são fundamentais para a ação de abastecimento social. Serão usados armazéns em Manaus (AM); Boa Vista (RR); Rondonópolis (MT); Brasília (DF); Ananindeua/PA; Irecê, Ribeira do Pombal e Itaberaba (BA), Maracanaú (CE); Campo Grande (MS); Imperatriz (MA); Recife (PE); Rolândia (PR); Natal (RN); Canoas (RS); Herval d'Oeste (SC); e Formoso do Araguaia (TO).


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink


Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.