Goiás cresce acima da média nacional na produção de grãos

SAFRA 18/19

Goiás cresce acima da média nacional na produção de grãos

Destaque para o crescimento da produção de milho 2ª safra, girassol, sorgo, algodão e cana-de-açúcar
Por:
1149 acessos

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) divulgou nesta terça-feira, 10 de setembro, dados da safra de grãos 2018/19 que colocam Goiás num cenário de destaque, com recorde na produção. Os dados apontam, por exemplo, que enquanto no Brasil houve crescimento de 6,4% na safra de grãos, passando de 227,7 milhões de toneladas na safra 2017/18 para 242,1 milhões de toneladas na safra 2018/19, Goiás teve incremento de 15,6%, passando de 21,25 milhões de toneladas na safra 2017/18 para 24,57 milhões de toneladas de grãos produzidos na safra 2018/19 - sendo, ainda, reconhecido como o Estado que apresentou o maior crescimento da produção de grãos na Região Centro-Oeste.

O destaque para a produção de grãos ficou com o milho 2ª safra, com crescimento de 48,3% no Estado, indo de 6,3 milhões de toneladas na safra 2017/18 para 9,48 milhões de toneladas na safra 2018/19. Também são destaques a produção de girassol (crescimento de 55,4%, passando de 24 mil toneladas para 37,3 mil toneladas) e de sorgo (crescimento de 39,4%, passando de 710,5 mil toneladas para 990,4 mil toneladas).

Em relação à produtividade e à área plantada da safra de grãos, houve crescimento de 6,8% da área plantada no Estado, que passou de 5,3 milhões de hectares para 5,6 milhões de hectares de uma safra para outra, e Goiás apresentou ganhos de produtividade de 8,3% (4,0 quilos por hectare, na safra 2017/18 para 4,3 quilos por hectares, na safra 2018/19) – maior produtividade entre os estados da Região Centro-Oeste.

Algodão

De acordo com a Conab, a produção brasileira de algodão também teve acréscimo e a estimativa para a safra 2018/19 é de aumento de 35,9% em relação ao produzido na safra anterior. A produção nacional foi equivalente a 4,1 milhões de toneladas de caroço de algodão e 2,7 milhões de algodão em pluma.

Em relação a Goiás, os dados apontam crescimento da produção do algodão pluma, de 53,3 mil toneladas na safra 2017/18 para 68,5 mil toneladas na safra 2018/19. Já em relação ao caroço de algodão, a produção em Goiás subiu de 82 mil para 105,3 mil toneladas, totalizando aumento de 28,4% na produção (área plantada teve acréscimo de 28,5% no Estado, passando de 33 mil hectares para 42,4 mil hectares).

Outras culturas

Também foi divulgado nesta terça-feira, 10 de setembro, o Levantamento Sistemático da Produção Agrícola do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), referente a agosto de 2019. Destaque para Goiás no aumento da safra do café arábica, passando de 17,62 mil toneladas para 20,18 mil toneladas no comparativo das duas safras (aumento de 14,5%). Outras culturas com acréscimo foram a da banana, que passou de 198,5 mil toneladas para 207,4 mil toneladas (aumento de 4,5%), e da cana-de-açúcar, que foi de 73,44 milhões de toneladas para 76,81 milhões de toneladas (aumento de 4,6%).

De acordo com o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Antônio Carlos de Souza Lima Neto, os números são reflexo da política do Governo de Goiás de fortalecer a atividade agropecuária no Estado. “Apesar de algumas dificuldades, o setor mostra sua força, crescendo e proporcionando desenvolvimento para municípios goianos. A Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, junto com as jurisdicionadas Emater, Agrodefesa e Ceasa, tem promovido ações, projetos e atividades para que o produtor rural possa desenvolver suas atividades no campo, resultando na criação de emprego e renda, na movimentação da economia nas cidades e no estímulo ao comércio e produção industrial”, enfatiza.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink