Dia de Campo mostra pesquisa de melhoramento de soja e milho

Imagem: Marcel Oliveira

GOIÁS

Dia de Campo mostra pesquisa de melhoramento de soja e milho

Pesquisadores farão palestras sobre os trabalhos ali desenvolvidos
Por:
157 acessos

A Estação Experimental de Inovação Rural Santa Vitória, em Araçu, município a 70 quilômetros de Goiânia, irá receber um Dia de Campo nos próximos dias 29 de março e 03 de abril. A ação, promovida pelo Governo de Goiás, por meio da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater), tem o intuito de mostrar os trabalhos realizados no local, como os programas de melhoramento de soja e de milho.

Um dos coordenadores do evento, Júlio César de Morais, explicou que a atividade é aberta para todos os interessados, inclusive os próprios técnicos da Emater lotados em outras regiões do estado. “Estamos abrindo as estações para a sociedade em geral e para seus servidores. Precisamos realizar essa integração entre a pesquisa e a extensão rural”, afirmou.

Além disso, ele atentou para a importância da realização de atividades como essa, que visibilizam o trabalho realizado pela Agência Estadual em benefício dos produtores rurais.

A programação será aberta pelo gerente da Estação Experimental, Nivaldo Alves da Costa, que apresentará as instalações para os participantes. Em seguida, os pesquisadores farão palestras sobre os trabalhos ali desenvolvidos, como o Programa de Melhoramento de Soja e de Milho e o Programa de Validação Participativa.

Segundo o engenheiro agrônomo Vilmar de Araújo, responsável pelo Programa de Melhoramento de Soja, a pesquisa busca obter plantas resistentes às principais pragas e doenças e adaptadas para a região do Cerrado, disponibilizando um material de maior qualidade para o produtor rural.

“Hoje, o produtor planta tendo em vista uma safrinha. Então ele prefere um material mais precoce e produtivo, para dar tempo de colher a soja e logo em seguida plantar o milho, fazendo a sucessão de cultura e aproveitando melhor a área. Do ponto de vista econômico, isso significa ter uma renda a mais”, detalhou o pesquisador.

Para as duas edições deste Dia de Campo, já foi confirmada a presença de estudantes da UniAraguaia e da FacMais. Além deles, está sendo articulada a visita de servidores da Emater de outras localidades e estudantes de cursos de ciências agrárias de outras instituições de ensino.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink