GO: governo investe R$ 1,8 milhão para fomentar piscicultura em Minaçu
CI
Imagem: Pixabay
PISCICULTURA

GO: governo investe R$ 1,8 milhão para fomentar piscicultura em Minaçu

De forma integrada, secretarias de Estado trabalham para impulsionar cadeia produtiva de pescado no município

O Governo de Goiás destinou R$ 1,8 milhão para estruturar um frigorífico de beneficiamento de tilápia no município de Minaçu, na região Norte do Estado, dentro do projeto de piscicultura do “Agro é Social”. O anúncio do investimento, que garantirá a aquisição de equipamentos, ocorreu junto ao lançamento dos programas Mais Crédito e Mais Empregos, em evento realizado nesta terça-feira (27/10), na Praia do Sol, e comandado pela coordenadora do Gabinete de Políticas Sociais, primeira-dama Gracinha Caiado. “Estamos aqui para falar de renda, superação e da retomada da economia. Vamos aquecer o comércio local, garantindo renda para família e alimento de qualidade”, comemorou a primeira-dama, na abertura do encontro.

Os recursos para a estruturação do frigorífico são do Fundo de Fomento à Mineração (Funmineral). O lançamento do projeto teve ainda a presença dos secretários da Retomada, César Moura, e de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), Antônio Carlos de Souza Lima Neto, além do presidente da Agência Goiana de Assistência Técnica, Extensão Rural e Pesquisa Agropecuária (Emater), Pedro Leonardo de Paula Rezende. As pastas integram o trabalho conjunto do governo na região de Minaçu.
 
“Vamos equipar e colocar para funcionar um frigorífico para abate e beneficiamento da tilápia”, explicou Gracinha, que também é presidente de honra da Organização das Voluntárias de Goiás (OVG). Ela citou a entrega de 300 tanques para ampliar o potencial de produção para mais de 135 toneladas de peixe, por semestre. “É assim que nós trabalhamos, é assim que o governador Ronaldo Caiado administra, em parceria e, principalmente, com resultados.”
 
Outras ações desenvolvidas em Minaçu são os programas Mais Crédito e Mais Empregos, iniciativas para a recuperação financeira de pequenos empreendedores e de qualificação profissional, com foco nas demandas de mão de obra. “A equipe de governo está aqui para apoiar nesse desenvolvimento, na geração de renda. Não me canso de dizer: quem quer trabalhar tem pressa e viemos trazer para cá medidas que geram resultados”, declarou a primeira-dama. Na programação estão previstas ainda a  constituição da cooperativa local, além de formações, com palestra sobre cooperativismo e cursos voltados aos piscicultores.
 
Secretário da Retomada, César Moura explicou que o investimento deve gerar aproximadamente 2 mil empregos diretos e indiretos. “Utilizamos toda a estrutura da Retomada e todas as conexões possíveis dentro do governo para fortalecer mais uma cadeia produtiva aqui em Minaçu. É nosso trabalho não deixar um município dependente de uma única atividade econômica”, ressaltou. O fortalecimento do cooperativismo também foi destacado. “Precisamos que vocês incorporem ao arranjo produtivo local uma cooperativa de piscicultura”, enfatizou. As ações de fomento são aliadas à capacitação oferecida em parceria com a Universidade Estadual de Goiás (UEG).
 
Ao ressaltar que a injeção de recursos na produção de pescado, aliada ao suporte técnico oferecido, atinge um setor essencial para diversificar a economia na região, que, basicamente, gira em torno da mineração, o secretário Antônio Carlos de Souza Lima Neto, da Seapa, lembrou os primeiros investimentos feitos nesta gestão aos produtores de pescado no município. “Em janeiro deste ano foram entregues cerca de 30 tanques rede e fizeram uma transformação enorme. Agora disponibilizamos mais 300 tanques de rede de peixe”, pontuou. 
 
Presidente da  Emater, Pedro Leonardo de Paula Rezende reforçou o convite para a qualificação. “A agência foi imbuída dessa missão de trazer capacitação técnica aos produtores rurais e temos um programa de fortalecimento de crédito rural, que estará disponível junto a essa agenda de desenvolvimento da piscicultura de Minaçu. Convidamos a todos a conhecerem nossas ações”, salientou.
 
O prefeito de Minaçu, Zilmar Duarte, agradeceu a atenção que o governador Ronaldo Caiado oferece ao município “desde a época de parlamentar”. Ainda ressaltou a piscicultura “como eixo de sustentação da economia e desenvolvimento social”. “É um pilar que pode se igualar à condição da mineração. Com a parceria do governo do Estado, espero que a gente consiga alavancar a piscicultura, já que estamos entre lagos e temos a melhor condição de criação de tilápia de todo o Brasil”, enfatizou.

As ações em conjunto na área social também foram relembradas pela primeira-dama de Minaçu, Elisangela Duarte. “Agradeço a parceria que o governo tem com nosso município. Não poderia deixar de citar as doações das cestas básicas, devido ao enfrentamento da Covid-19, que fez toda a diferença. Estamos passando por uma calamidade social muito grande e a senhora, Gracinha, é um exemplo de simplicidade e dedicação. Percebemos quando o trabalho é feito com amor”, disse. Ela apontou ainda benefícios como a entrega de equipamentos de proteção individual (EPIs), fraldas geriátricas, leite, cadeiras de rodas e de banho, além do Restaurante do Bem, que garante alimentação nutritiva aos moradores de Minaçu a preço acessível. 

Também estiveram presentes o coordenador da região Norte do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar) do Sistema da Federação de Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), Frederico Balestra; o secretário municipal de Indústria, Comércio e Agricultura, Jerônimo Barros; a coordenadora regional de Educação do Estado, professora Sônia Quintino; o comandante do 3º Batalhão de Polícia Militar (12º CRPM), coronel Sérgio Inácio de Araújo; dentre outras lideranças.

Projeto piscicultura

Os recursos injetados na cadeia de criação de peixes em Minaçu são destinados ao fornecimento de equipamentos para análise de água e estruturação do frigorífico utilizado para o abate e beneficiamento de tilápia, principal produto da piscicultura da região. Com a medida, a comercialização do produto passa a estar em conformidade com a legislação vigente e parâmetros de segurança alimentar. O objetivo do investimento é também captar pessoas em vulnerabilidade social que tenham interesse em iniciar na produção de pescado e dar mais suporte aos piscicultores que já estão em atuação no lago Cana Brava, situado no município.

O crédito, viabilizado por meio de assinatura de termo de parceria entre a secretaria da Retomada, Seapa, Emater e Prefeitura de Minaçu, será aplicado ainda na aquisição de veículos, itens de assistência técnica, tanques, ração, entre outros. O investimento representa um potencial de produção de 135 toneladas de tilápia em seis meses, que corresponde ao ciclo produtivo do peixe, além de possibilitar redução de desperdício, menor impacto ambiental e melhoramento nos resultados. 

Mais Crédito e Mais Empregos

O município de Minaçu é o segundo no interior do Estado a receber o programa Mais Crédito e Mais Empregos. As medidas são executadas pela Secretaria de Estado da Retomada, em conjunto com a Agência de Fomento de Goiás (Goiás Fomento) e, em parceria, com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Goiás (Fecomércio) e promovem, na primeira linha de ação, o acesso a linhas de crédito e negociação de dívidas a microempreendedores e pequenos empresários. Já na segunda, a proposta é conectar os trabalhadores às vagas de empregos disponíveis e qualificar profissionais para atender à demanda local.

O governador Ronaldo Caiado lançou o Programa, em Itumbiara, no dia 21 de outubro de 2020. O Mais Crédito oferece bancas de conciliação, negociação de dívidas entre instituições financeiras e uma maratona de acesso a linhas de fomento para auxiliar empresas, em especial micro e pequenas, a se restabelecerem das consequências provocadas pela pandemia de Covid-19. Já o Mais Empregos tem o propósito de conectar trabalhadores com as vagas de empregos e oportunidades de capacitação, de acordo com a demanda de mercado local. O objetivo é integrar a captação de mão de obra com qualificação profissional. 
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink