Projeto Campo Futuro analisa custos de produção de grãos

GRÃOS

Projeto Campo Futuro analisa custos de produção de grãos

A soja terá menor margem do que a safra passada em razão do aumento dos custos de produção e menor produtividade da oleaginosa
Por:
709 acessos

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea) realizaram painéis do Projeto Campo Futuro para levantar os custos de produção de soja, milho, feijão e trigo nos municípios de Cristalina (GO) e Guarapuava (PR). A coleta de dados aconteceu na terça (16) e contou com a participação de produtores rurais, técnicos, representantes de sindicatos rurais, cooperativas e das Federações de Agricultura e Pecuária dos Estados de Goiás (Faeg) e do Paraná (Faep).

De acordo com o assessor técnico da Comissão Nacional de Cereais, Fibras e Oleaginosas da CNA, Alan Malinski, a produtividade de soja de sequeiro em Cristalina teve redução de produtividade por causa da estiagem que ocorreu em meados de janeiro deste ano. “Dessa forma a produtividade finalizou em 50 sacas por hectare e a soja irrigada com 70 sacas. Já o milho não teve problema com a estiagem e fechou com média de 170 sacas por hectare”, explicou Alan.

Segundo o representante da CNA, a soja terá menor margem do que a safra passada em razão do aumento dos custos de produção e menor produtividade da oleaginosa. Os técnicos do Projeto também estiveram em Guarapuava para levantar os custos de soja, milho e trigo. O produtor Roberto participou do levantamento e afirmou que qualquer informação que ajude na tomada de decisão na agricultura é bem-vinda.

“Aqui na região nós percebemos que na prática os custos de produção estão aumentando e a rentabilidade diminuindo. Então o produtor precisa calcular as despesas para saber em qual gargalo atuar”.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink