Agrovilas no Maranhão recebem primeiras antenas de conectividade
CI
Imagem: Pixabay
TECNOLOGIA

Agrovilas no Maranhão recebem primeiras antenas de conectividade

Unidades quilombolas são primeiro assentamento conectado
Por: -Eliza Maliszewski

Foram inaugurados, nesta quarta-feira (26), pontos de internet banda larga no modelo satélite em sete agrovilas quilombolas localizadas no município de Alcântara (MA). Estes são os primeiros Assentamentos Conectados pela ação de ampliação da conectividade rural do Ministério da Agricultura.

Os pontos que receberam as antenas foram a  Associação da Agrovila de Só Assim; Escola Municipal Antonio Lobo; Associação da Agrovila Espera; Associação da Agrovila Ponta Seca; Posto de Saúde da Agrovila Cajueiro; Escola Municipal Deputado Saboia; Posto de Saúde da Agrovila de Pepital.

Além de gerar maior produtividade e geração de renda no campo, a conectividade em áreas estritamente rurais permitirá difusão do conhecimento a partir da prestação de assistência técnica e capacitação online. A chamada Ater 5.0 é uma alternativa complementar à assistência técnica e extensão rural convencional, a qual permite que os agricultores recebam orientações técnicas rotineiras e emergenciais de forma online. Essa modalidade educacional registra significativo crescimento no país e caracteriza-se como oportunidade, também, de manter o jovem no campo ao proporcionar ensino de qualidade. 

"Precisamos investir nas pessoas do Maranhão. Em breve estarei aí vendo o nosso trabalho de assistência técnica funcionando, para trazer renda e dignidade para esses produtores rurais", disse a ministra da Agricultura, Tereza Cristina.

A comunidade tem uma importante vocação para a agricultura familiar e a conectividade via satélite é ideal para produtores pouco tecnificados, que não exigem grande quantidade de conexões. A tecnologia satelital permite a comunicação de dados em banda larga a partir de faixa dedicada a essa transmissão com qualidade para locais remotos e de difícil acesso. É o caso da região amazônica, onde cabo de fibra óptica e antenas não chegam ou sua viabilidade é remota. 

O líder comunitário da Agrovila Cajueiro Luiz Diniz celebrou a chegada da internet na comunidade. “A comunidade está em festa. Como meio de comunicação, a internet veio ajudar a comunidade, as crianças a poderem assistir aula. É uma parceria do governo federal e da comunidade, buscamos sempre esta parceria”.

A iniciativa dos Assentamentos Conectados prevê 156 pontos de conectividade em regiões brasileiras de baixo Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) a partir de conectividade via o satélite do programa Governo Eletrônico – Serviço de Atendimento ao Cidadão (Gesac). Pela iniciativa dos Assentamentos Conectados, já foram instalados 51 pontos nos estados de Alagoas, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraíba e Sergipe.

 

 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink


Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.