MG: família inicia recuperação de área com apoio do FIP Paisagens Rurais
CI
Imagem: Divulgação
AGRONEGÓCIO

MG: família inicia recuperação de área com apoio do FIP Paisagens Rurais

Os produtores estão transformando a propriedade, em Campo Florido.
Por:

O sonho de ter um sítio com muitas árvores surgiu há 24 anos, quando Ugledson Antônio Silva e Jacqueline Cristina Silva da Costa se casaram. Mas foi somente em 2019 que o casal, agora com três filhas e um neto, conseguiu transformar o plano em realidade. Com a assistência do Programa FIP Paisagens Rurais, executado pelo Sistema FAEMG/SENAR/INAES, os produtores estão transformando a propriedade, em Campo Florido.

No mês passado, eles começaram a recuperação da área de preservação permanente (APP), de 2,90 hectares, com o plantio de 150 mudas de espécies nativas. Espécies como peroba, pau brasil, jequitibá e ipê estão entre as mudas plantadas, que foram fornecidas pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF). 

“Gostamos muito de cuidar do meio ambiente e queremos resgatar esta fonte natural existente aqui. A vida no campo é produzir, plantar e cuidar. Precisamos fazer a nossa parte. Quando chegamos, a mata não estava bem cuidada, mas agora estamos replantando. Queremos mostrar para as nossas filhas que vale a pena ter um sonho e lutar por ele”, explicaram os produtores.

Produção de leite

A assistência oferecida pelo FIP Paisagens Rurais também proporcionou resultados positivos para a produção de leite na propriedade. Um ano após a primeira visita, o casal viu a produção diária saltar de 60 para 110 litros, em média. “A nossa meta é atingir 200 litros de leite por dia e continuar investindo no rebanho”, destacou Ugledson, que hoje tem 12 animais em lactação. 

Neste um ano de programa, o crescimento do produtor no desenvolvimento da atividade é visível. “No início, a ordenha era feita à mão e não havia nenhum planejamento forrageiro. Os pastos estavam degradados e faltava suplementação volumosa para a época seca do ano. Não havia nenhum tipo de gestão”, explicou a técnica de campo e zootecnista Pércia Rocha.

Hoje, o produtor conta com ordenhadeira mecânica, gerador de energia e transferidor, adquiridos com a renda extra pela participação da propriedade em uma pesquisa. Também foi feito o plantio de milho e a produção de silagem para suplementação volumosa na época da seca. “As orientações da Pércia nos auxiliam em vários aspectos técnicos e no esclarecimento de dúvidas. Facilitou para obtermos um controle maior dos gastos. Ela abriu a nossa mente e agora fazemos tudo da forma correta. Valeu a pena investir. Estamos satisfeitos e queremos melhorar ainda mais a propriedade”, afirmou Ugledson. 

Com as indicações da técnica de campo, o produtor também aprimorou o conhecimento. Ele participou dos cursos de Manutenção de Tratores Agrícolas, Vaqueiro e Inseminação artificial. O próximo será o de Casqueamento. “Alguns aspectos ainda precisam ser melhorados, como é o caso das pastagens, mas ele obteve muitos avanços. Hoje vejo que existe gestão dentro da propriedade”, complementou Pércia Rocha. 

O FIP Paisagens Rurais é uma iniciativa do Banco Mundial, em parceria com a Embrapa e o Ministério da Agricultura. Entre as metas do programa estão a recuperação de 45 mil hectares de pastagens degradadas e de 3 mil hectares de passivos ambientais.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink