Plantio da soja continuará avançando nas próximas semanas

Soja

Plantio da soja continuará avançando nas próximas semanas

Maiores volumes acumulados de chuva devem ser registrados sobre o Mato Grosso do Sul e sobre as faixas oeste de São Paulo e do Paraná
Por:
2342 acessos

Áreas de instabilidade associada a presença de uma frente fria mantém o tempo bastante instável e, portanto, com previsão para novas pancadas de chuva sobre grande parte do centro-sul. Os maiores volumes acumulados de chuva devem ser registrados sobre o Mato Grosso do Sul e sobre as faixas oeste de São Paulo e do Paraná. 

Como em muitas localidades do Paraná, Mato Grosso do Sul e do Mato Grosso, os volumes registrados de chuva superaram os 40 milímetros, assim, muitos produtores já iniciam o plantio da soja entre segunda-feira (17) e terça-feira (18). Porém, mesmo com a previsão de chuva tanto para esta semana, quando para o começo da semana que vem, a instabilidade ainda será irregular, o que mantém um sinal de cautela aos produtores.

Mesmo com o retorno das precipitações nas próximas semanas, ainda não haverá a regularização do regime de chuva definitivamente. Isso só deve ocorrer sobre as regiões Sudeste e Centro-Oeste na segunda quinzena de outubro, até lá a chuva irá ocorrer em forma de pancadas isoladas. O plantio de soja, no entanto, continuará avançando em suas áreas produtoras durante as próximas semanas.

Situação das lavouras

Com as precipitações, as atividades de colheita da cana-de-açúcar irão ficar comprometidas, sendo que só devem ser retomadas na quarta-feira (19). Mesmo assim, o retorno não ocorrerá em todas as regiões, já que ainda há previsão de que pancadas de chuva ocorram entre a quarta e quinta-feira (20) sobre as regiões norte do Estado de São Paulo. Por outro lado, a chuva está elevando os níveis de umidade do solo, garantindo melhores condições ao desenvolvimento das lavouras, que devem ser colhidas em 2019.

O mesmo irá ocorrer com a lavoura do café, já que a chuva também irá ocorrer sobre as áreas produtoras. Entretanto, as precipitações podem induzir o florescimento dos cafezais, já que os volumes acumulados irão superar os 10 milímetros e muitas lavouras já apresentam botões florais maduros e aptos a antese. Com a tendência de chuva para as próximas semanas, o pegamento deverá ser bom.

Para o trigo, a chuva também irá beneficiar as lavouras, já que os níveis de água no solo irão se mantendo muito bons e além disso, a umidade irá favorecer a aplicação de fertilizantes nitrogenados. Além do trigo, lavouras de milho 1ª safra também serão beneficiadas pela instabilidade, o que permitirá tanto o desenvolvimento das lavouras já semeadas quanto o avanço do plantio no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.

O problema será o arroz. As fortes precipitações ocorridas neste final de semana em diversas localidades produtoras do Rio Grande do Sul, irá inviabilizar totalmente os trabalhos de plantio ao longo da semana. Em muitas localidades os volumes acumulados superaram os 40 milímetros. Para a próxima semana, há previsões de mais chuva para as áreas produtoras de arroz, o que irá dificultar o pleno avanço do plantio. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink