Cidade mineira investe em vinho e azeite
CI
Imagem: Marcel Oliveira
INCENTIVO

Cidade mineira investe em vinho e azeite

O vinho não é novidade na região e o foco agora está em desenvolver a qualidade e o enoturismo
Por: -Eliza Maliszewski

O município de Diamantina, na região do Alto Jequitinhonha (MG), vai investir na produção de vinhos finos e azeites de oliva. Um protocolo de intenções foi assinado entre o governo de Minas Gerais, a Epamig, a prefeitura de Diamantina, a Associação dos Vitivinicultores e Olivicultores de Diamantina e Alto Jequitinhonha (AVODAJ) e a Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e  Mucuri  (UFVJM), com apoio da Emater.

O acordo prevê a promoção das duas cadeias, pesquisa, desenvolvimento do setor e cooperação técnica. Ainda está no protocolo uma aproximação com a Itália para o compartilhamento de conhecimentos nas duas áreas. 

O vinho não é novidade na região e o foco agora está em desenvolver a qualidade e o enoturismo. A Avodaj tem 15 produtores e já investiu cerca de R$ 15 milhões no estabelecimento de parreirais e vinícolas para a elaboração de vinhos finos na região. O presidente da entidade, João Meira, destaca que a vocação local é notória. “Além dos parreirais, partimos agora para a olivicultura, também temos boas possibilidades de produção de azeite”, conta. O olival será implantado como uma unidade demonstrativa da Epamig para produção de azeite e azeitonas. 

O diretor técnico da Epamig, Trazilbo de Paula, relata que o projeto já está em execução há algum tempo. “Os produtores da região contam com os serviços da EPAMIG de acompanhamento do manejo dos parreirais que utilizam, em sua grande maioria, a técnica da dupla poda da videira e, principalmente a capacitação para a melhor condução das áreas plantadas. Com o apoio de todos os entes dessa parceria haverá condições de elevar a qualidade técnica da produção local. A UFJM, por exemplo tem condições de apoiar esse trabalho com análises e testes em seus laboratórios, ampliando sua atuação na área das ciências agrárias”, diz.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink