Receita da agropecuária deve diminuir 1,26% em Minas

Agropecuária

Receita da agropecuária deve diminuir 1,26% em Minas

Mapa estima que o VBP de Minas Gerais, em 2018, chegue a R$ 56,8 bilhões
Por:
249 acessos

Com base nos dados de junho, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) estima que o Valor Bruto da Produção agropecuária (VBP) de Minas Gerais, em 2018, chegue a R$ 56,8 bilhões. Caso se confirme, o montante representará queda de 1,26% em relação aos R$ 57,5 bilhões obtidos em 2017. Do valor total, o segmento agrícola responderá por R$ 36,8 bilhões, valor 2,5% maior que o registrado no ano anterior, e a pecuária, com R$ 19,9 bilhões, variação negativa de 7,5%.

A queda no valor bruto tem como principais causas os desempenhos negativos de importantes produtos como as carnes, leite, cana-de-açúcar e feijão. De acordo com os dados do Mapa, a tendência é de que o VBP da agricultura em Minas Gerais encerre o ano em R$ 36,8 bilhões, o que representa um avanço de 2,5% sobre os R$ 35,98 bilhões registrados no ano anterior. A evolução se deve, principalmente, à safra recorde de grãos e à produção maior de café.

A estimativa é de que o faturamento da cultura do café alcance R$ 13,9 bilhões, aumento de 12,16%. Somente na produção do arábica é esperada alta de 12,77% no VBP, que pode encerrar o ano em R$ 13,8 bilhões. A previsão de alta no faturamento se deve à bienalidade positiva, o que permitirá uma colheita próxima a 30,69 milhões de sacas de 60 quilos em Minas Gerais. Caso alcançado, o volume será 25,6% superior à safra anterior.

Já a produção do café conilon deve registrar perdas de 33,26% no faturamento, que foi estimado em R$ 108,9 milhões. Com produção recorde na safra 2017/18, a soja tende a encerrar o ano com VBP 3,8% superior e estimado em R$ 5,66 bilhões. Este ano, a produção da oleaginosa registrou novo recorde, com a colheita de 5,54 milhões de toneladas, volume 9,4% maior.

Alta também é esperada na cultura do milho. O VBP do cereal foi calculado em R$ 3,95 bilhões, variação positiva de 7,68%. Na safra 2017/18, o Estado será responsável pela colheita de 7,18 milhões de toneladas do cereal, retração de 4,4% frente ao ano anterior.

O VBP do algodão herbáceo pode crescer 0,3%, com faturamento estimado em R$ 373,8 milhões. Outro produto com resultado positivo foi a batata-inglesa, com alta de 11,2% e VBP de R$ 1,39 bilhão.

Retração

Alguns produtos agrícolas apresentaram retrações no VBP. Foi o caso da cana-de-açúcar. O faturamento bruto previsto para 2018 é de R$ 5,9 bilhões, o que, se alcançado, será 15,79% inferior. A redução se deve aos baixos preços do açúcar no mercado.

Na cultura do feijão foi observada queda de 18,9% no VBP. A estimativa é de que o faturamento da cultura encerre 2018 em R$ 1,08 bilhão. Neste ano, além da produção menor, os preços pagos também estão inferiores ao esperado pelo setor. O faturamento da produção de banana tende a ficar 2,7% menor e VBP em R$ 1,69 bilhão.

Pecuária

Ao contrário da agricultura, a estimativa é de queda no faturamento bruto da pecuária de Minas Gerais em 2018. Com base nos dados de junho, a expectativa é encerrar o ano com VBP 7,5% inferior e faturamento de R$ 19,9 bilhões. Além da queda nas produções, os preços menores, principalmente das carnes, justificam a retração do setor da pecuária.

Entre os produtos, o faturamento dos suínos é o que apresenta maior tendência de queda. Os dados do Mapa apontam para um VBP de R$ 1,45 bilhão, valor 31,38% inferior aos R$ 2,1 bilhões registrados em 2017. Para a produção de frangos a estimativa é de um faturamento em 2018 próximo a R$ 3,44 bilhões, o que, se concretizado, será 7,19% menor.

Somente os bovinos mantiveram a expectativa de crescimento do VBP em 2018. A estimativa é faturar R$ 6,43 bilhões, valor 2,06% superior. Já o faturamento previsto para a produção mineira de leite, R$ 7,59 bilhões, está 8,68% menor que os R$ 8,3 bilhões registrados no ano anterior. No segmento de ovos, a previsão é fechar 2018 com VBP em R$ 1,03 bilhão, queda de 9,33%.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink