Plantio da soja em ritmo lento

ATRASO

Plantio da soja em ritmo lento

Falta de chuva gera atrasos
Por: -Eliza Maliszewski
4569 acessos

Em algumas regiões produtoras de soja do país o plantio da safra 2019/2020 está atrasado, principalmente em função de questões climáticas. A consultoria AgRural estima que o plantio atingiu 11% da área no Brasil. No mesmo período do ano passado já estavam plantados 20%, o que significa um atraso. Quando se compara a média dos últimos cinco anos a diferença, no entanto, é pequena.

Regiões como Sul de São Paulo e Oeste paranaense estão tendo que replantar algumas áreas. Aquelas plantadas em meados de setembro receberam pouca ou nenhuma chuva  e temperaturas elevadas, o que prejudicou a germinação. Com a esperança de que os volumes de chuva normalizem em outubro produtores de Guaíra plantaram 50% da área. Em alguns locais já está sendo feito o replantio do que não nasceu. A chuva esperada para a semana passada, ficou somente entre 20 e 50 mm. No Paraná a soja deve ocupar uma área de 5,5 milhões de hectares.

Mato Grosso é o estado mais adiantado. De acordo com o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) nesta semana o volume atingiu 16,35% da área estimada, avanço de quase 10 pontos percentuais em relação à safra anterior. O plantio da oleaginosa encarou atrasos no ínicio,  mas o Imea não vê problemas atualmente. 

Já no vizinho Mato Grosso do Sul os produtores estão receosos com a falta de chuva. Levantamento da Federação de Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul (Famasul), a estimativa para a safra de soja é de 3,163 milhões de hectares cultivados, com produção aproximada de 9,906 milhões de toneladas e produtividade média de 52,19 sacas por hectare. 

 “O mês de setembro em Mato Grosso do Sul foi marcado por veranicos e baixa precipitação, de forma que observou-se um tímido movimento de semeadura de soja, à espera de melhores condições climáticas para que haja viabilidade dos grãos semeados”, descreve a Circular Técnica da Famasul.

Com base em dados do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), foi apurada redução de 390% no volume de chuvas no comparativo entre setembro de 2018 e de 2019. Até o dia 4 de outubro apenas 0,2% estavam plantados.  O Sul do estado é a região que tem o plantio mais avançado, nos municípios de Vicentina e Fátima do Sul.
 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink