Temporal deixa rastro de destruição no MS
CI
Imagem: Dourados Agora
AGROTEMPO

Temporal deixa rastro de destruição no MS

Em Itaporã ventos na casa dos 75 km/h arrancaram o telhado de um armazém de soja
Por: -Eliza Maliszewski

O ciclone subtropical avançou com força sobre o Mato Grosso do Sul. Várias regiões do estado tiveram chuva e ventos fortes e acumularam prejuízos. Na capital Campo Grande a tempestade avançou rapidamente e as temperaturas já caíram 10ºC.

Em Chapadão do Sul, residências e comércios foram destelhados com força de rajadas de vento. Telhas foram parar no meio da rua, sendo arrastadas pela enchente. Em Ponta Porã, os ventos atingiram a velocidade de até 65 km/h e causaram queda de árvores e postes.

VEJA: Ciclone ganha força no país

Em Dourados, segunda maior cidade sul-matogrossense, foi decretada situação de emergência com, pelo menos, 17 bairros atingidos. Em Itaporã ventos na casa dos 75 km/h arrancaram o telhado de um armazém de soja. No local estavam guardadas máquinas. Não há informações dos prejuízos. Veja no vídeo impressionante do site Itaporã News.

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu alerta de tempestade  para boa parte de Mato Grosso do Sul, com risco de ventos até 100km/h. Até o momento, a rajada mais forte registrada foi de 81km/h, em Caarapó.

A boa notícia é que, segundo o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) a chuva acabou com quase todos os focos de incêndio no Pantanal. As equipes ainda trabalham fazendo a ronda preventiva. Nesta segunda-feira (26) havia apenas um foco sendo combatido, em Corumbá.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink