Custo de produção do milho sobe no MT
CI
Imagem: Marcel Oliveira
NOVA SAFRA

Custo de produção do milho sobe no MT

Os custos com fertilizantes e corretivos atingiram o maior orçamento histórico
Por: -Eliza Maliszewski

O Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) divulgou os dados do custo de produção para o milho de alta tecnologia no estado. Foram observados leves reajustes nesta última estimativa para esta safra.

De acordo com os números, foi observado que a alta do dólar ponderado pela comercialização de setembro a outubro impactou nos custos com os insumos. Os destaques foram os defensivos agrícolas, que apresentaram um aumento de 0,25%, e os macronutrientes, de 0,18%, no comparativo mensal. Os custos com fertilizantes e corretivos atingiram o maior orçamento na série histórica do Imea, ficando 7,44% acima do consolidado para a safra passada (2019/20), sendo cotado a R$ 751,55/ha. 

Com estes aumentos o custo operacional efetivo (COE) fechou o mês de outubro em R$ 2.631,08/ha, variação de 0,13% ante o mês passado, o que contribuiu para que o ponto de equilíbrio ao produtor matogrossense fosse estimado em R$ 21,18/sc.

O Mato Grosso é o maior produtor nacional de milho. De acordo com a última projeção da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) o estado vai plantar 5,4 milhões de hectares na primeira e segunda safra e espera colher 34,6 milhões de toneladas no total, sendo 327,9 mil toneladas no primeiro ciclo e 34,3 milhões de toneladas no segundo. 
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink