Ações contra mosca-da-carambola são intensificadas
CI
Imagem: Pixabay
EM RORAIMA

Ações contra mosca-da-carambola são intensificadas

Da espécie Bactrocera carambolae a praga é considerada quarentenária e já está presente no país
Por: -Eliza Maliszewski

O Brasil é o terceiro maior produtor de frutas do mundo e segue em alerta contra a mosca-da-carambola. A espécie pode afetar até 30 diferentes tipos de frutos como carambola, manga, caju, laranja, acerola, tangerina, goiaba, entre outros, com prejuízos incalculáveis.

Da espécie Bactrocera carambolae a praga é considerada quarentenária e já está presente no país. Em agosto o Ministério da Agricultura capturou um exemplar aos arredores da capital de Roraima. A praga também já foi encontrada nos estados do Pará e Amapá. Por isso desde setembro a fiscalização está mais intensa no aeroporto de Boa Vista.

Auditores fiscais federais da Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro) e da Agência de Defesa Agropecuária do Estado de Roraima (ADERR) querem conscientizar as pessoas a não transportarem frutas e vegetais de áreas onde há incidência do inseto.

Para a fiscalização de bagagens houve reforço de uma cão treinado para reconhecer produtos vegetais e animais com rapidez. A cadela Frida, da raça Pastor Alemão, atua no aeroporto e na rodoviária internacional. Até o momento, já foram identificados frutas, sementes, hortaliças, pescado, produtos lácteos, entre outros. 
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink