Embrapa leva tecnologia para as lavouras de soja do Nordeste Paraense

Soja

Embrapa leva tecnologia para as lavouras de soja do Nordeste Paraense

Cultivares de soja com elevado potencial de rendimento de grãos e proteção contra as principais lagartas da cultura da soja serão apresentados no Agroshow
Por:
494 acessos

Duas cultivares de soja com elevado potencial de rendimento de grãos e proteção contra as principais lagartas da cultura da soja serão apresentadas pela Embrapa na Agroshow Coopernorte 2018. Os especialistas da Empresa vão também demonstrar na prática como identificar pragas e doenças nas lavouras. O evento acontece nos dias 17, 18 e 19 de maio, em Paragominas (PA).

A BRS 9383IPRO e BRS 9180IPRO são materiais de soja que foram testados e validados para a região de Paragominas. Entre as vantagens das cultivares em relação às que são atualmente utilizadas pelos produtores estão, além do elevado potencial do rendimento de grãos e estabilidade na produção, a proteção contra a lagarta da soja, a lagarta falsa medideira, broca dos ponteiros, e outras.

A região de Paragominas está no início da colheita da soja. Na safra passado, o município produziu pouco mais de 300 mil toneladas de soja, sendo o maior produtor do Pará.  A expectativa da safra deste ano do Estado, segundo o IBGE, é de cerca de 1 milhão e 600 mil toneladas. O Pará é o segundo maior produtor da Região Norte, atrás do Tocantins que deve produzir quase 2 milhões e 500 mil toneladas.

De acordo com o pesquisador Jamil El Husny, coordenador do escritório da Embrapa em Paragominas, o plantio dos materiais da Embrapa em áreas de produtores trouxe resultados promissores, “é uma excelente opção de cultivar que traz segurança e sustentabilidade ao agricultor de Paragominas, seja ele de grande, médio ou pequeno porte”, completa. O pesquisador ressalta que o rendimento do material da Embrapa nas lavouras fica em torno de 4 toneladas por hectare, enquanto que o rendimento médio do município está em torno de 3 toneladas por hectare.

Além da soja, a Embrapa vai expor na vitrine tecnológica da Agroshow Coopernorte, materiais de feijão caupi, milho, sorgo e girassol, testados e validados para a região de Paragominas.

Manejo Integrado de Pragas (MIP) e Doenças (MID)

Nos dias 18 e 19, às 9h, na vitrine tecnológica da Agroshow Coopernorte, os especialistas da Embrapa vão fazer uma demonstração de “batida de pano”, que é a técnica para identificar pragas e inimigos naturais nos plantios de soja.

O Manejo Integrado de Pragas da Soja é um conjunto de técnicas para o manejo eficiente das pragas que atacam as lavouras. Os benefícios do MIP são inúmeros, entre eles a redução do custo de produção; redução do uso de agrotóxicos; a diminuição do impacto ambiental; e a melhoria na produção e na qualidade dos grãos.

A atividade prática inclui também a demonstração de como identificar as principais doenças que acometem as lavouras de soja. Para minimizar o problema, o Manejo Integrado de Doenças na Soja preconiza uma série de ações de controle, que são simples e acessíveis ao produtor, possibilitando a convivência econômica com as doenças e evitando perdas na produção. As ações envolvem a rotação de culturas, a escolha da cultivar, o uso de sementes certificadas, cuidados com o solo, entre outras.

Os especialistas da Empresa estarão à disposição dos visitantes e produtores interessados no estande da Embrapa, nos três dias da Agroshow Coopernorte 2018, de 8h às 18h. A Feira será realizada na Área de Experimento, Silo Coopernorte, situada na BR 010, km 15, em Paragominas/PA.

Saiba mais sobre a Agroshow Coopernorte, clicando aqui.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink