PE: iniciada a primeira etapa de doação de alimentos para comunidades quilombolas

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia os Termos de Uso e a Termos de Privacidade.


CI
Imagem: Divulgação
DOAÇÃO

PE: iniciada a primeira etapa de doação de alimentos para comunidades quilombolas

Conab inicia a primeira etapa de distribuição de alimentos para comunidades quilombolas em Pernambuco
Por:

Nesta segunda-feira (19), a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) inicia a primeira etapa de distribuição de alimentos para comunidades quilombolas em Pernambuco. Serão 10.516 cestas de alimentos, totalizando 220,8 toneladas de produtos.

As comunidades beneficiadas localizam-se nos municípios pernambucanos de Alagoinha, Betânia, Bom Conselho, Cabo de Santo Agostinho, Caetés, Capoeiras, Custódia, Floresta, Garanhuns, Iati, Inajá, itacuruba, Pesqueira, Saloá e São Bento do Una. Cada cesta possui 21 kg de alimentos (arroz, feijão, açúcar, macarrão, flocos de milho, farinha de mandioca e leite em pó).

A ação é fruto de Termo firmado entre a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) e o Ministério da Cidadania. As entregas ocorrem em parceria com a Fundação Cultural Palmares.

Comunidades indígenas – O mesmo acordo também prevê doações de alimentos para comunidades indígenas no estado. Atualmente, a Conab executa a 2º etapa de doações, em parceria com a Fundação Nacional do Índio (Funai).

Essa segunda etapa da distribuição de alimentos destinados às comunidades indígenas de Pernambuco prevê a entrega de 16.342 cestas, totalizando 343 toneladas de produtos. As comunidades beneficiadas localizam-se nos municípios de Cabrobó, Carnaubeira da Penha, Floresta, Itacuruba, Tacaratu, Ibimirim, Inajá, Águas Belas, Buíque e Pesqueira. As doações, tanto para indígenas quanto para quilombolas, seguem até o mês de junho de 2021.

Ação Nacional – A operação ocorre por todo país e alcança os estados do Amazonas, Amapá, Bahia, Ceará, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Pará, Pernambuco, Paraná, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Tocantins. Serão distribuídas 37 mil toneladas de alimentos, beneficiando 424 mil famílias de comunidades tradicionais em situação de insegurança alimentar, entre indígenas, quilombolas, pescadores e extrativistas.

Por sua posição estratégica, as Unidades Armazenadoras da Conab são fundamentais para a ação de abastecimento social. Serão usados armazéns em Manaus (AM); Boa Vista (RR); Rondonópolis (MT); Brasília (DF); Ananindeua/PA; Irecê, Ribeira do Pombal e Itaberaba (BA), Maracanaú (CE); Campo Grande (MS); Imperatriz (MA); Recife (PE); Rolândia (PR); Natal (RN); Canoas (RS); Herval d'Oeste (SC); e Formoso do Araguaia (TO).


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink