Pedido para RS se tornar livre de febre aftosa é formalizado

AFTOSA

Pedido para RS se tornar livre de febre aftosa é formalizado

Plano tem sido implementado e permitido alcançar as metas definidas, sendo que a maioria delas já foi atendida ou está em andamento
Por: -Aline Merladete
129 acessos

Na terça-feira (23.04), a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seapdr) formalizou o pedido de auditoria do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) no sistema de defesa sanitária animal, na segunda quinzena de julho, com o objetivo de avaliar a situação em relação à febre aftosa, visando à possível evolução de status sanitário para a condição de livre de febre aftosa sem vacinação. O documento foi entregue nesta segunda-feira (23) pelo secretário Covatti Filho ao superintendente federal do Mapa no RS, Bernardo Todeschini.

No documento entregue ao Mapa, o secretário da Agricultura informa que o Estado já elaborou um plano estratégico para o cumprimento das metas, a partir de uma auditoria em 2017, em conjunto com o governo federal. O plano tem sido implementado e permitido alcançar as metas definidas, sendo que a maioria delas já foi atendida ou está em andamento.

Conforme o documento, houve progresso no sistema de vigilância e monitoramento a campo em todo o Estado, incluindo o controle de trânsito animal e produtos de origem animal nos postos de divisa e fronteira. Covatti Filho enumerou ainda que o Rio Grande do Sul tem mantido adequada estrutura de pessoal e de equipamentos, capilaridade em todo seu território, e ausência de circulação viral de febre aftosa nos países limítrofes com o Estado.
 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink