Venezuelanos viviam como escravos em sítio
CI
Imagem: Divulgação PF
POLÍCIA

Venezuelanos viviam como escravos em sítio

Operação da Polícia Federal resgatou três trabalhadores no interior do Rio Grande do Sul
Por: -Eliza Maliszewski

A Polícia Federal e a Inspeção do Trabalho no Rio Grande do Sul deflagraram, na manhã desta quinta-feira (29) a Operação Alforria, de combate ao trabalho escravo. Depois de denúncias os agentes cumpriram três mandados de busca e apreensão nos municípios de Dois Irmãos e Morro Reuter, no Rio Grande do Sul. 

A investigação iniciou a partir de informações repassadas pelo Centro de Apoio e Pastoral do Migrante (CAMI), indicando que um cidadão da Venezuela estaria sendo submetido a trabalhos forçados e à jornada exaustiva. No local ele indicou outros dois venezuelanos na mesma situação. 

Auditores fiscais do trabalho puderam comprovar que eles estariam trabalhando em condições análogas a escravo. Eles realizavam tarefas em uma propriedade rural sem salário, além de serem alvos de ameaças e agressão. Também eram obrigados a comprar alimentos no mercado do dono da propriedade rural.  

A ação realizada tem por objetivo a coleta de provas para a instrução do inquérito policial, a identificação de outras vítimas, o resgate de trabalhadores e a autuação administrativa do proprietário do local.
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink