Empresa de Imbituba ganha Prêmio FAPESC de Inovação na categoria Impacto Socioambiental

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia os Termos de Uso e a Termos de Privacidade.


CI
Imagem: Divulgação
PREMIAÇÃO

Empresa de Imbituba ganha Prêmio FAPESC de Inovação na categoria Impacto Socioambiental

SulGesso ficou entre as três empresas mais inovadoras de Santa Catarina
Por:

A Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina – FAPESC divulgou na terça-feira (27/04), os vencedores do Prêmio Inovação Catarinense – “Professor Caspar Erich Stemmer” 2020. Foram 32 personalidades, empresas e instituições disputando em 11 categorias.

A empresa SulGesso, com mais de 45 anos de atuação no município de Imbituba, ficou com o segundo lugar na categoria "Inovação de Impacto Socioambiental". A primeira e terceira colocação, ficaram, respectivamente, com a Kêmia Fabricação de Equipamentos para Tratamentos de Efluentes e Eco Têxtil Indústria e Comércio de Máquinas Recicladora Têxtil.

A gestora de marketing e acionista da SulGesso, Isabela Ferreira Rousseau, ressaltou a importância do Prêmio oferecido FAPESC e destacou o trabalho da empresa voltado para a inovação e preservação dos recursos naturais na região onde atua a empresa. “A SulGesso realiza um trabalho de limpeza em Imbituba, de onde já retiramos da paisagem urbana, ao longo desses anos, mais de 2,5 milhões de toneladas do que já foi considerado um rejeito industrial. Industrializamos esses materiais e os reintegramos à cadeia produtiva, aplicando conceitos de economia circular, para os mercados da agricultura e da siderurgia chinesa através da exportação. Por isso, ficamos extremamente felizes com este reconhecimento em ser selecionados e premiados pela FAPESC, uma instituição de tanta expressão no ecossistema de inovação catarinense”, explica.

Além disso, a empresa também atua fortemente com educação ambiental em escolas do município, com as ações de preservação de espécies de árvores nativas, através do Projeto Imbé. Até agora, já foram mais de 500 crianças e adolescentes que passaram pelo projeto e participaram de atividades como plantio de mudas de hortaliças e visita ao viveiro, um espaço sustentável que começou abrigando mudas de Butia catarinensis, vegetação típica encontrada na região. Atividades como oficinas de preservação de plantas nativas, separação de lixo e a compostagem doméstica também são oferecidas às crianças de escolas públicas e privadas, através de encontros lúdicos e interativos.

O projeto é uma iniciativa criada para desenvolver ações com três focos principais: educação, cultura e meio ambiente. "Quanto mais cedo o tema for abordado com as crianças, maiores as chances de despertar a consciência pela preservação e, com o apoio da iniciativa privada, as ações ganham ainda mais força", afirmou a gestora de marketing.

Já o presidente e fundador da SulGesso, Manoel Ferreira, destacou a satisfação da empresa ao receber o prêmio da FAPESC. “Estar entre as três empresas mais inovadoras de Santa Catarina, neste prêmio da FAPESC, nos deixa muito honrados. Significa um grande reconhecimento pelo nosso trabalho e trajetória da empresa. Dividimos esse prêmio com toda nossa equipe, que está de parabéns pelo esforço e trabalho desenvolvido no sentindo de tornar a SulGesso, cada vez mais, sustentável e uma empresa referência nos cuidados com os recursos naturais e o meio ambiente”, finalizou Ferreira.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink