Conab avalia abastecimento no país em reunião com representantes das Ceasas

Reunião

Conab avalia abastecimento no país em reunião com representantes das Ceasas

Ceasas como ferramentas para garantir o abastecimento, promovendo a segurança alimentar e nutricional no Brasil
Por:
34 acessos

Utilizar as Centrais de Abastecimento (Ceasas) como ferramentas para garantir o abastecimento, promovendo a segurança alimentar e nutricional no Brasil. Esse é um dos objetivos defendidos em reunião realizada nesta quarta-feira (24) pela Confederação Brasileira das Associações e Sindicatos de Comerciantes e Entrepostos de Abastecimento (Brastece) com a participação da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), em Campinas/SP.

Na ocasião, o presidente da Companhia, Newton Júnior, reforçou a importância dos entrepostos de comercialização como um canal para aproximar o produtor com o consumidor final, de forma a garantir o acesso dos brasileiros a uma alimentação saudável. Ao mesmo tempo, destacou a importância das Centrais como apoio para formulação de políticas públicas que visam à segurança alimentar.

“A aproximação junto aos empresários e permissionários que comercializam seus produtos é uma forma inteligente para a garantia do abastecimento de qualidade. Afinal, são os operadores que adquirem, preparam e correm todos os riscos para a garantia do abastecimento às populações”, reforçou.

Como resultado da reunião, um Grupo de Trabalho deverá ser formado ainda neste semestre. As ações serão coordenadas pelo Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa), em conjunto com a Conab, e terão como objetivo estabelecer metas e estratégias para a modernização e gestão das Centrais de Abastecimento do país.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink