Um dia a menos de compras colabora com a firmeza no mercado do boi

BOI

Um dia a menos de compras colabora com a firmeza no mercado do boi

As indústrias que precisam preencher as programações de abate para atender a demanda da semana que vem precisaram pagar mais pelo boi gordo
Por:
292 acessos

Com um dia a menos de compra, devido ao feriado da última quinta-feira, o mercado trabalhou em ambiente firme durante essa semana. 

As indústrias que precisam preencher as programações de abate para atender a demanda da semana que vem precisaram pagar mais pelo boi gordo. 

As altas, na última quarta-feira, ocorreram em oito praças pecuárias, distribuídas entre Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais e Pará. 

A maior valorização foi na região Sul de Goiás, onde a cotação do boi subiu R$2,00/@ frente ao levantamento anterior (18/6). As indústrias encontram dificuldade em adquirir matéria-prima e as escalas de abate atendem por volta de dois dias, o que explica o movimento dos preços.

Em São Paulo, a oferta de boiadas no estado está baixa, a maioria dos lotes disponíveis são pequenos e a média das escalas de abate está em torno de quatro dias.

Há indústrias paulistas com programações mais curtas que a média, ofertando preços acima da referência.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink