Brasil vacinou 166 milhões de animais contra aftosa
CI
Imagem: Marcel Oliveira
IMUNIZAÇÃO

Brasil vacinou 166 milhões de animais contra aftosa

Primeira etapa foi prorrogada em função da pandemia e cobertura ultrapassa 97%
Por: -Eliza Maliszewski

Foram divulgados os dados parciais da primeira etapa de vacinação contra a febre aftosa em 2020. O tempo de aplicação das doses foi expandido para 60 dias em função da pandemia e deu bons resultados de cobertura.

Foram imunizados 97,81% dos bovinos e bubalinos, totalizando 166 milhões de animais. Nem todos estados enviaram seus dados então o número deve subir quando for finalizado. Dos 23 que vacinam,18 foram contabilizados, um está em análise e outros três ainda não enviaram o relatório com os dados finais. O Estado do Amapá realiza a vacinação anual de todo o seu rebanho apenas no segundo semestre do ano. 

Em 2019, na campanha de maio, foram vacinados 196 milhões de bovinos e bubalinos, cobrindo 98,08% do total. Na etapa realizada em novembro de 2019, para os animais de até 24 meses, foram vacinados 87,11 milhões, com cobertura vacinal de 98,27%. "Apesar disso, foi uma campanha exitosa dadas as proporções da emergência em saúde existente no país”, disse o diretor do Departamento de Saúde Animal do Mapa, Geraldo Moraes.

O objetivo desta etapa é vacinar cerca de 183 milhões de bovinos e bubalinos de todas as idades.  Os estados do Paraná, Acre e Rondônia, e regiões do sul do Amazonas e do noroeste do Mato Grosso tiveram a última vacinação contra a doença em 2019 e, no momento, estão cumprindo o prazo para reconhecimento de zona livre de febre aftosa sem vacinação pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). O Rio Grande do Sul, que realizou a sua última vacinação em março deste ano, também está cumprindo prazo para o reconhecimento internacional de zona livre de febre aftosa sem vacinação. Desde 2007, o estado de Santa Catarina é reconhecido internacionalmente como livre de febre aftosa sem vacinação. 

A segunda etapa de campanha de vacinação contra aftosa começa em novembro. Confira o calendário completo neste link
 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink