Frangos de crescimento mais lento têm maior bem-estar
CI
Imagem: Pixabay
ESTUDO

Frangos de crescimento mais lento têm maior bem-estar

Informações são de estudo europeu
Por: -Leonardo Gottems

Frangos de corte com crescimento mais lento são mais saudáveis e “felizes” do que as raças convencionais, mostrou uma nova evidência de um ensaio independente em escala comercial. O estudo foi realizado por pesquisadores da FAI Farms, da University of Bristol e da Norwegian University of Life Sciences, foi publicado hoje na  Scientific Reports. 

A maioria dos frangos produzidos para consumo são as chamadas raças convencionais de crescimento rápido. Este estudo é o primeiro a destacar as diferenças de bem-estar entre frangos de corte de crescimento rápido e lento em um ambiente comercial, usando um conjunto abrangente de indicadores de bem-estar positivos e negativos. Os autores concluem que, embora haja benefícios em fornecer mais espaço às galinhas, ao reduzir ligeiramente a densidade animal, a mudança para uma raça de crescimento mais lento resulta em uma saúde muito melhor e em experiências mais positivas para essas aves. 

Annie Rayner, Investigadora Principal da FAI, disse que “os frangos são motivados a realizar uma variedade de comportamentos positivos. Esses comportamentos positivos criam experiências positivas, resultando em alegria ou prazer. Mostrar comportamentos positivos melhora a qualidade de vida do animal. Nosso estudo principal descobriu que aves de crescimento lento têm melhor saúde e comportamentos mais positivos do que os frangos de corte convencionais de crescimento rápido. Uma mudança de raças de crescimento rápido proporcionaria a melhoria mais significativa para a vida dos 142 milhões de frangos produzidos na Europa a cada semana”. 

A Dra. Siobhan Mullan, Investigadora Principal em Bem-Estar Animal na Escola de Medicina Veterinária de Bristol, acrescentou que este primeiro ensaio independente em escala comercial fornece fortes evidências dos benefícios de saúde e bem-estar de raças de galinhas de crescimento mais lento. Esperamos que ajude a impulsionar mudanças nas cadeias de abastecimento e grandes empresas para alcançar melhorias reais no bem-estar dos frangos”. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink