Novos casos de Mormo são registrados no Rio Grande do Sul

EQUINOS

Novos casos de Mormo são registrados no Rio Grande do Sul

Em Nota, Simvet/RS lembra que vem alertando sobre controle e fiscalização da zoonose no Estado
Por:
433 acessos

O Sindicato dos Médicos Veterinários no Estado do Rio Grande do Sul (Simvet/RS) emitiu nota após a divulgação de novos casos de Mormo no Estado. A entidade reforça que, desde 2015, quando foi registrado o primeiro caso da doença em solo gaúcho, vem se esforçando no alerta a criadores, usuários e veterinários para o controle e combate à zoonose, que compromete a sanidade dos equinos.

Segundo o Simvet/RS, os casos registrados nas cidades de São Lourenço do Sul e Santo Antônio da Patrulha vão atrasar o Estado na busca pelo status de livre de Mormo, já que o protocolo foi aberto neste ano e são necessários três anos sem registros da enfermidade, sendo que a última havia sido em 2017. “Desde o aparecimento da zoonose no território gaúcho, o Simvet/RS vem alertando incessantemente também sobre a necessidade de reforço na fiscalização de eventos equestres e no trânsito de animais, relatado na mídia e em reuniões e audiências sobre o tema”, destaca o comunicado.

Na nota, o sindicato se coloca à disposição para unir esforços com demais entidades e corpo técnico do Estado e Federal para contribuir da forma que for necessária para que novamente se faça a retomada da busca pelo status sanitário livre do Mormo, “com rigor total em todas as esferas e cada etapa cumprida com grande empenho de todos os envolvidos nesta cadeia tão importante para o Estado do Rio Grande do Sul”, conclui.

 

 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink