02/12
CME
BM&F

Soja
10,29 (02/12)
n.d.

Milho
3,42 (02/12)
38,32 (02/12)

Notícias


Cientistas pedem proibição dos neonicotinoides e fipronil

Visitas: 10833

Cientistas pedem proibição dos neonicotinoides e fipronil
25/06/14 - 14:29 

Uma avaliação científica internacional foi apresentada nesta terça-feira (24.06) solicitando a suspensão progressiva dos pesticidas neonicotinoides e fipronil. O grupo de pesquisadores responsáveis pelo estudo alegam que as substâncias (das mais utilizadas no mundo) têm efeitos colaterais sobre a biodiversidade: abelhas, borboletas, minhocas, aves e peixes.

“As provas são muito claras. Estamos diante de uma ameaça que pesa sobre a produtividade de nosso meio natural e agrícola”, sustenta o Dr. Jean-Marc Bonmatin (do Centre National de la Recherche Scientifique, na sigla em francês), um dos autores da pesquisa. Foram examinados 800 estudos publicado há vinte anos.

O objetivo é “começar a planejar sua supressão progressiva em escala mundial ou, ao menos, formular planos destinados a reduzir fortemente seu uso no mundo”. Participaram do levantamento 29 pesquisadores internacionais especializados em pesticidas sistêmicos, e as conclusões estão sendo publicadas em artigos da revista “Environmental Science and Pollution Research”.

De acordo com o comunicado, os neonicotinoides e o fipronil são “os mais utilizados hoje no mundo, com uma quota de mercado estimada em 40%”, com efeitos por exposição “imediatos e nefastos, embora também crônicos”: perda de olfato, memória, fertilidade, capacidade de ingestão de alimentos e prejuízos para abelhas (que forrageiam menos) e minhocas (que diminuem capacidade de cavar).

Os pesticidas foram denunciados na União Europeia como uma das causas para o declive das populações de abelhas. A comunidade suspendeu o uso do fipronil e de três neonicotinoides no ano passado.

Agrolink
Autor: Leonardo Gottems

Notícias relacionadas

02/12/16 » Novo momento da citricultura
02/12/16 » Custo de produção do algodão sobe 33% em três safras em Mato Grosso; semeadura começa
02/12/16 » Fórum mostra oportunidades para o desenvolvimento do agronegócio baiano
02/12/16 » Seagri apoia Projeto de Desenvolvimento das Indústrias de Nutrição da Bahia
02/12/16 » Projeto Intecral conclui, com sucesso, recuperação de solo no Noroeste Fluminense

Comentários (2)

Comente esse conteúdo preenchendo o formulário abaixo e clicando em enviar






- Opiniões expressas nesse ambiente são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representam o posicionamento do Portal Agrolink.

09/07/2014 às 11:36h - Excelente, vamos abastecer nossos veículos com mel ou humus! (Lucio)
25/06/2014 às 04:29h - Salve, salve Equipe Agrolink!!! Por favor, quais os nomes comerciais dos produtos que trazem estes princípios ativos aqui no Brasil??? Agro-abraço!!! (Tobias Ferraz)
Colunistas | Eventos  | Cadastre-se  | Agrotempo  | Feiras e Fotos  | Vídeos
Ip: 54.163.94.5 Cod: -1 Est: -1 Cid: -1

 
Fale Conosco
Em que podemos ajudá-lo?