Agronegócio

Guarani encerra safra de cana 2013/14 com 93% de mecanização da colheita

Aumento é de quase 10% em relação a safra passada
A Guarani, uma das maiores empresas do setor sucroenergético, encerra a safra 2013/14 com 93% da cana própria colhida de forma mecanizada e aumento de produtividade amparado em técnicas de agricultura de precisão. As informações foram apresentadas nessa quinta-feira (12.12), durante evento de Encerramento da Safra 2013/14 em Bebedouro.

 
“O uso de piloto automático, imagens de satélite, irrigação por gotejamento e o emprego adequado de fertilizantes e corretivos permitiram que atingíssemos nessa safra o pico de nossa produtividade agrícola”, afirma Jaime Stupiello, diretor Agrícola da Guarani.

Cerca de mil produtores rurais participaram do evento, que contou com palestra de Guilherme Nastari, diretor da DATAGRO, maior consultoria de cana, açúcar e etanol do mundo. Ao apresentar um panorama do mercado sucroenergético, Nastari falou sobre os desafios da colheita mecanizada, apresentou projeções comerciais e comentou os investimentos tecnológicos do setor.


“O Brasil investe em tecnologia e eficiência e os canaviais estão respondendo de forma positiva. A renovação da safra passada e o ganho em produtividade é resultado desse trabalho”, afirma o diretor. “A safra 2014/15 será um momento de expansão. Tudo o que for produzido será consumido”.

O diretor presidente da Guarani, Alberto Pedrosa, destacou a importância da parceria com os fornecedores para o aumento de produtividade registrada na safra que se encerra. “Apesar das chuvas, registramos crescimento de quase 10% em relação à safra passada”, afirma Pedrosa.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é ser necessário ser cadastrado
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos