17/12
CBOT
BM&F

Soja
US$ 10,30 (JAN15)
R$ 22,62 (MAI15)

Milho
US$ 4,09 (MAR15)
R$ 30,34 (JAN15)



Efeito do envelhecimento acelerado na avaliação da qualidade fisiológica de sementes de trigo

Visitas: 8391

Efeito do envelhecimento acelerado na avaliação da qualidade fisiológica de sementes de trigo
18/08/11 - 14:24 
A pesquisa foi conduzida no Laboratório de Tecnologia e Análise de Sementes, no Centro de Ciências Agrárias, da Universidade Federal do Espírito Santo, Alegre-ES, com o objetivo de estudar a temperatura e o período de exposição adequados para a avaliação de sementes de trigo da cultivar Aliança pelo teste de envelhecimento acelerado. As sementes foram expostas às temperaturas de 41°, 43° e 45°C e umidade relativa do ar de 100%, por períodos de zero, 24, 48, 72 e 96 horas. Utilizou-se o delineamento experimental inteiramente casualizado, com quatro repetições de 25 sementes. A qualidade fisiológica das sementes foi avaliada pelos testes de: germinação e vigor (comprimento da raiz primária e massa seca). Temperaturas de 41°C e tempos de exposição de 24 e 48 horas são os mais indicados para o teste de envelhecimento acelerado em trigo; sob temperatura de 43°C, recomenda-se utilizar 24 horas de exposição das sementes; a temperatura de 45°C é letal.


Veja o artigo na integra clicando aqui.

Aline Rodrigues Maia, José Carlos Lopes, Carlos de Oliveira Teixeira

Ciências Agrotécnicas de Lavras
Página gerada em: 18/12/2014 05:11:46 - (5 min)

Notícias relacionadas

17/12/14 » Presidente Dilma promete ampliar parceria com setor agropecuário
17/12/14 » Volume exportável de trigo argentino é de 5 milhões de toneladas‏
17/12/14 » Adama, Atanor, Dow e Nufarm treinam produtores para uso do herbicida 2,4-D
17/12/14 » Trigo/Cepea: preços sobem nos últimos dias, mas liquidez segue baixa
17/12/14 » Valor de Produção fecha o ano com recorde de R$ 461,6 bilhões

Comentários

Comente esse conteúdo preenchendo o formulário abaixo e clicando em enviar






- Opiniões expressas nesse ambiente são de exclusiva responsabilidade do autor e não necessariamente representam o posicionamento do Portal Agrolink.

Até o momento não houve nenhum comentário para esse conteúdo.