Case IH apresenta portfólio de soluções para colheita de grãos na AgroBrasília

AgroBrasília

Case IH apresenta portfólio de soluções para colheita de grãos na AgroBrasília

Colheitadeiras de grãos da Case IH aumentam a produtividade e a rentabilidade do produtor
Por:
348 acessos

O Planalto Central é uma das mais importantes áreas agrícolas do Brasil e, por isso, a Case IH, marca da CNH Industrial, junto com a concessionária Pivot, leva à AgroBrasília as principais máquinas e soluções tecnológicas para o setor. As colheitadeiras de grãos Axial-Flow Série 130 e Série 230 Extreme são destaques do estande da marca no evento. A feira internacional dos Cerrados, que acontece no Parque Tecnológico Ivaldo Cenci, localizado a 60 km de Brasília, é realizada de 14 a 18 de maio.

“O Estado do Goiás apresenta altos índices de produtividade e tem destaque importante na produção de grãos. Por isso, vamos reforçar a presença das colheitadeiras da Case IH, que já têm grande participação de mercado na região e são ótimas escolhas para quem busca mais rentabilidade no campo”, afirma Henrique Karsburg, gerente Comercial da Case IH na região centro-oeste.

Desenvolvidas sob o conceito Efficient Power da Case IH, as colheitadeiras trazem novos recursos tecnológicos que vão permitir mais eficiência para o agricultor, que poderá produzir mais com custos operacionais menores.

Série 130 

A Colheitadeira Axial-Flow modelos 6130 e 7130 são destaques da marca. Um dos pontos positivos desses equipamentos é o sistema Axial-Flow, reconhecido por preservar a qualidade dos grãos e reduzir as perdas. As máquinas são equipadas com o rotor Small Tube, cujo espaço da área de debulha e separação ficou 26% maior que a versão anterior. A mudança aumenta em até 5% a capacidade operacional da máquina em condições de colheita adversas, que exigem mais do equipamento.

Série 230 

Além da Série 130, o empresário do agronegócio também terá acesso à Colheitadeira Axial-Flow Série 230. Essa linha conta com algumas tecnologias exclusivas, como o sistema CVT (Transmissão Continuamente Variável), que proporciona uma maior eficácia na transmissão de energia, maior robustez da máquina e diminui os custos de manutenção. Os equipamentos também têm o cone de transição, responsável direto pela alta qualidade do grão, e o ventilador Cross-Flow, que também resulta em grãos mais limpos no tanque graneleiro. 

“Um destaque é o baixo custo de manutenção programada. A Série 130 apresenta redução de 33% nos custos que a principal concorrente e a Série 230, queda de 14%”, comenta Karsburg.

 Além da versão tradicional com pneus, os modelos 8230 e 9230 das colheitadeiras de grãos Axial-Flow Série 230 também estão disponíveis com esteiras de borracha de 36”. O aumento da produtividade no campo, que gera menos compactação e degradação do solo, com mais capacidade de tração são alguns dos benefícios das máquinas com esteiras.

A menor pressão que a esteira de borracha exerce sobre o solo melhora a qualidade do plantio e, consequentemente, aumenta a produtividade do empresário do agronegócio. “A máquina com esteiras ganha mais capacidade de tração, com maior torque, o que garante menos consumo de combustível”, afirma Karsburg. 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink