AGROEDUC utiliza game de gestão inédito no País para capacitar produtores rurais

Agronegócio

AGROEDUC utiliza game de gestão inédito no País para capacitar produtores rurais

Programa 100% EAD  será aplicado no primeiro momento em jovens da Cadeia do Leite
Por:
1531 acessos

Programa 100% EAD  será aplicado no primeiro momento em jovens da Cadeia do Leite, utilizando dados reais de mercado e ferramentas que estimulam a tomada de decisões para ampliar a qualidade do produto, a produtividade e a rentabilidade da Agricultura Familiar, responsável por 70% da produção de alimentos no Brasil.  As duas etapas do AGROEDUC – teórica e prática (Agribusiness Game) podem ser customizadas para levar gestão e sustentabilidade as demais cadeias do agronegócio. A meta do I-UMA é que em três anos o Programa seja utilizado por cerca de 200 mil alunos.

Depoimentos:
Alan Bojanic, representante da FAO no Brasil: “Acredito que a ferramenta do Programa Agroeduc poderá ser de grande utilidade para aqueles que tenham acesso. Iniciativas como essa contribuem para a tomada de decisões seja para novos investimentos, ou para a melhorar a eficiência do uso dos recursos já existentes na propriedade”
Argileu Martins da Silva, presidente da Asbraer, Associação Brasileira das Entidades Estaduais de Assistência Técnica e Extensão Rural:  "O AGROEDUC inova o ensino a distância no campo ao possibilitar maior interação com o aluno, por meio de "games" atrativos e que simulam situações reais para reforçar o aprendizado e motivar os participantes"  

Texto:
A Cadeia do Leite – O Brasil produz mais de 35 bilhões de litros de leite por ano e exporta outros 350 milhões. A cadeia do Leite representa a maior fonte de produção e renda da Agricultura Familiar, que hoje responde por mais de 70% da produção de alimentos do Brasil e envolve cerca de quatro milhões de produtores rurais.

O consumo per capita de leite no País avançou de 123,9 litros, em 2000, para 178 litros, em 2014, de acordo com a EMBRAPA. É o quinto maior produtor mundial, à frente de países europeus, da Índia, dos Estados Unidos e da China. Em 2014 foi criada a Aliança Láctea Sul Brasileira, formada pelo Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. Os três estados produzem 11 milhões de toneladas de leite por ano. A meta é chegar a 19,5 milhões/ano em 10 anos, um salto de 77%. Os planos do Ministério da Agricultura é incentivar a produção láctea e fortalecer as pequenas propriedades com investimentos de R$ 387 milhões até 2019.  

Programa Socioeconômico e educacional – Os dados indicam a cadeia leiteira como uma das mais importantes e carentes de avanço em sua organização para a ampliação de resultados. O I-UMA (Instituto de Educação no Agronegócio), com sede em Porto Alegre, ao lançar o seu Programa AGROEDUC inicialmente pelo Leite, com cunho socioeconômico educacional,  dá continuidade a sua missão de colaborar e expandir o conhecimento  com uma nova ferramenta de aprendizagem para reduzir um dos grandes gargalos do campo – a capacitação em gestão do produtor rural e a permanência do jovem na propriedade da sua família.

Salto de 44% no ensino a distância - Importante lembrar, que o ensino a distância cresce progressivamente tanto na área urbana quanto na rural. Segundo dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP), ligado ao Ministério da Educação, o número de alunos matriculados na modalidade EAD na graduação teve um salto de 44% nos últimos quatro anos no Brasil. No campo, possibilitar o acesso ao conhecimento representa uma oportunidade de sustentabilidade da propriedade rural, além de consolidar o campo como local para o estabelecimento de jovens que buscam seu espaço na sociedade.

“Estamos vivendo uma fase de mudança na organização e conceito da produção de alimentos provenientes de pequenas e médias propriedades rurais. A participação da agricultura familiar na sustentação do abastecimento alimentar é uma realidade que vem sendo reconhecida mundialmente trazendo com isso a necessidade da qualificação destes produtores para aumento dos resultados”, diz o economista José Américo da Silva, presidente do I-UMA, duas vezes consecutivas eleito uma das personalidades mais influentes do agronegócio pela Revista Dinheiro Rural.

Agribusiness Game - Parâmetros reais de uma propriedade rural - Construído em três anos por uma equipe multidisciplinar formada por doutores, mestres e consultores em diferentes áreas, um dos grandes diferenciais do Programa Agroeduc é a utilização do Agribusiness Game, um game virtual que simula com parâmetros reais a gestão de uma propriedade rural voltada para a Cadeia do Leite. Quando o aluno inicia o game - depois de cumprir a primeira etapa do curso do conhecimento teórico - ele é estimulado a tomar decisões no agribusiness game, analisando indicadores, tendências do mercado do leite, simulando questões como preço, comercialização, finanças, compra de insumos, recursos humanos, manejo do rebanho e escolha de máquinas e equipamentos. 

No game são exercitadas oito rodadas de decisões. Cada rodada representa um trimestre de atividades e ao todo dois anos de gestão da propriedade rural. Todos iniciam em igualdade de condições, igualmente dimensionadas em tamanho da propriedade, maquinário, insumos e mão de obra, e em uma mesma região.  A cada rodada do game, informações e desafios serão lançados por meio de fontes de informações que definirão estratégias do negócio como o Manual do Produtor (orienta o aluno a conhecer e a jogar o agribusiness game. Descreve todas as regras do jogo), o Jornal do Agronegócio (apresenta as principais indicadores do mercado externo), os Relatórios de Propriedade (apresenta o desempenho da propriedade, seus recursos para a produção, e status econômico financeiro) e os Relatórios de Mercado (apresenta informações gerais do mercado, sua participação e o resultado das demais propriedades envolvidas), que influenciarão diretamente no resultado de cada jogador, procurando adequar a capacidade de produção com o volume e qualidade do leite produzido.  “O uso do Agribusiness Game no curso traz uma aprendizagem vivencial única. Queríamos uma didática prática que trouxesse uma alta retenção do conteúdo e provocasse o desafio da superação  e também da construção da confiança no potencial das pessoas e, principalmente, no jovem”, destaca José Américo.

Atende entidades do setor ruralista, corporações, universidades e pessoas físicas e será disponibilizado em tablets e celulares -  “O Agroeduc vai mais além do que um curso a distância. Temos convicção que ele é um instrumento que atende as demandas das instituições do agronegócio para desenvolver a economia e a produção sustentável. Enxergamos na ferramenta um caminho eficaz para estimular o jovem e o empreendedor rural de qualquer idade a permanecer no campo e a qualificar e trazer rentabilidade a sua propriedade rural. De forma customizada, o Agroeduc está pronto para atender todas as cadeias produtivas, da carne ao grão e será utilizado desde pessoas físicas até por entidades setoriais ruralistas, corporações, instituições de fomento agrícola, setor governamental e  universidades”, frisa. Segundo José Américo, em 2017 o curso deverá  estar disponibilizado como aplicativo para tablets e celulares. 

Uso da plataforma Blackboard, líder mundial  em soluções e-learning  - O programa desenvolvido pela instituição, que há 15 anos é referência  em cursos presenciais e a distância de pós-graduação, MBA, extensão, cursos “In Company” e “In Farm” e promove eventos nacionais como o AGRIMARK e o AGROSEMINÁRIO BRASÍLIA e itinerantes como o Circuito de Gestão e Inovação no Agronegócio, utiliza como ambiente de aprendizagem a Plataforma Blackboard, líder mundial em soluções e-learning usada por 72% das 200 melhores universidades do Mundo, como a prestigiada Boston College e, no Brasil, pela Fundação Getúlio Vargas e Fundação Dom Cabral.

Dois meses, 100% a distância, teoria e prática, três módulos com quatro unidades -  Ministrado 100% à distância, o curso completo tem a duração de dois meses e ocupa o total de 48 horas/aula - 30 dias de conhecimento teórico e mais 30 dias de aulas práticas em gestão por meio do Agribussines Game (game virtual que simula a gestão de uma propriedade rural). A parte teórica do curso Gestão para Jovens no Campo – Cadeia do Leite é dividida em três módulos, que compreendem quatro unidades, em cada um deles. A proposta metodológica estimula o aluno a pensar e a agir, aprendendo com uma série de recursos didáticos que incluem animações, podcasts, vídeos-aulas, e-book e exercícios interativos.

No primeiro módulo, o Agroeduc propõe ao aluno um mergulho em disciplinas que ampliem o seu conhecimento no agronegócio, suas oportunidades e tendências e as principais cadeias produtivas que o compõem. Os jovens são convidados a saber mais sobre as características da Cadeia do Leite e as vantagens de agregar valor ao produto produzido e a compreender as particularidades que envolvem o planejamento sucessório e as etapas da sucessão na propriedade rural. 

No módulo dois é a hora de entender mais a fundo a comercialização agrícola, suas estratégias e  canais, bem como a qualidade e competitividade dos produtos agrícolas, além de tratar sobre os benefícios  da negociação. O curso também aborda a importância do cooperativismo e associativismo na agricultura familiar, os recursos humanos e como administrá-la da melhor forma. O terceiro módulo avança com ensinamentos sobre as principais ferramentas de gestão para que possa planejar, avaliar e controlar os recursos financeiros da propriedade rural. Neste módulo são disponibilizadas planilhas de acompanhamento que poderão ser utilizadas pelo aluno no dia-a-dia de suas atividades gerenciais, após o encerramento deste curso de formação.   O jovem é estimulado a se apropriar de temáticas fundamentais para o crescimento da sua propriedade como o  balanço patrimonial e administração de Fluxo de Caixa.

Monitoramento pelo professor tutor em todas as atividades e indicação das melhores práticas - Ao ingressar no curso Gestão para Jovens no Campo do Programa Agroeduc, o aluno é monitorado e assistido em todas as suas ações pelo professor tutor e equipe pedagógica/técnica do I-UMA por meio de relatórios de ações do usuário emitidos pela Plataforma Blackboard, que permite avaliar o desempenho no curso, entre eles, o acesso as atividades de aprendizagem, tempo dedicado, dias de acesso e páginas de conteúdo visualizadas. As dúvidas são respondidas via e-mail pelo tutor em até 48 horas e recebe feedbacks após cada rodada, indicando as melhores práticas e o que deve ser revisto para a tomada de decisões da próxima rodada.

Nas duas etapas do curso o professor tutor é responsável por dar suporte de conteúdo, contribuir para desenvolver e potencializar as capacidades do aluno, orientar para tomadas de decisões, esclarecer dúvidas, assim como estimular a prosseguir por meio de uma comunicação que auxilia o fornecimento de dados a fim de melhorar o seu desempenho em relação aos objetivos estabelecidos.
 
“O tema gestão no campo é uma das alavancas que o Brasil precisa para atingir suas metas. A metodologia do Agroeduc foi desenvolvida para facilitar o aprendizado e a interação. Focamos em uma estrutura dinâmica, configurando o design numa linguagem simples, leve e estimuladora, com forte apoio de informações e de especialistas tutores”, explica José Américo.

Para Jhussara Costa da Rosa, diretora do I-UMA, o grande mérito do Agroeduc é o estímulo a uma nova cultura de gestão no campo, agregando valor e renda às propriedades, através da educação. “Temos como bandeira a educação no campo. E mostramos que ela é uma das forças para o atingimento das metas do desenvolvimento da classe rural, finaliza.

Serviço
O QUE: Lançamento do Programa inédito Agroeduc, que utiliza game de gestão pioneiro no País para capacitar jovens da Cadeia do Leite
CARGA HORÁRIA: 48 horas (18 horas de capacitação científica e 30 horas de capacitação prática).
MODALIDADE: 100% a distância.
DURAÇÃO: 2 meses.
PÚBLICO: Jovens e produtores rurais de famílias de pequenas e médias propriedades. Neste primeiro momento o foco estará nos produtores da Cadeia do leite.
Mais informações: (51) 3224.6111/(51) 3920.5005/e-mail:i-uma@i-uma.edu.br
www.agroeduc.com.br


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink