Argentina: Cristina anuncia veto a lei e abre novo conflito com campo

Agronegócio

Argentina: Cristina anuncia veto a lei e abre novo conflito com campo

Governo argentino anunciou ontem que vetará a Lei de Emergência Agropecuária, aprovada no Senado na última quinta
Por:
482 acessos

BUENOS AIRES - O governo argentino anunciou ontem que vetará a Lei de Emergência Agropecuária, aprovada no Senado na última quinta. Com isso, encerrou a trégua com a oposição em torno dos impostos de exportação de grãos.

A lei, de autoria do deputado Francisco De Narváez, algoz do governo na derrota nas eleições legislativas de junho passado, busca socorrer produtores afetados pela seca de 2008.

Lideranças do agronegócio protestaram publicamente e enviaram carta à presidente, manifestando "profunda preocupação" e lhe pedindo que recue da decisão.

A presidente tomou a decisão no fim de semana, ao notar que a lei aprovada na sexta exime produtores da Província de Buenos Aires afetados por desastre (perdas de 80%) ou emergência (perdas de 50%) de pagar impostos por seis meses.

O governo não quer perder arrecadação, nem encarar o risco da exigência de isonomia pelos demais produtores. Argumenta que o pouco que foi produzido em 2008 já foi comercializado.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink