Aurora reabre indústria de suínos de Joaçaba com investimentos de R$ 40 mi
CI
Agronegócio

Aurora reabre indústria de suínos de Joaçaba com investimentos de R$ 40 mi

A unidade, inaugurada em 2002, teve suas atividades paralisadas em 2009 em consequência da crise financeira internacional
Por:
A diretoria da Coopercentral Aurora (Aurora Alimentos) anunciou hoje, em Chapecó, a decisão de investir cerca de 40 milhões de reais para a reabertura da indústria de abate de suínos do município de Joaçaba. A unidade, inaugurada em 2002, teve suas atividades paralisadas em 2009 em consequência da crise financeira internacional.


Em entrevista coletiva, o presidente Mário Lanznaster, o vice-presidente Neivor Canton e o diretor de agropecuária Marcos Antônio Zordan comunicaram que a reabertura foi aprovada pela assembleia geral, reunida ontem (30/01), ocasião em que as 13 cooperativas filiadas autorizaram o emprego de parte dos resultados financeiros líquidos de 2011 para essa finalidade.

Os investimentos serão necessários para duplicar a capacidade de abate de 1.100 para 2.200 suínos/dia, instalar sala de cortes para exportação e ampliar a capacidade de congelamento. Por outro lado, os governos do Estado e do Município farão a perfuração de poços profundos para dobrar a oferta de água potável na indústria e construirão uma tubulação de 4,5 km para o despejo dos efluentes (tratados) no rio Caraguatá.


A efetiva reabertura está prevista para o final de 2013. “Vamos dar um impulso à economia do meio-oeste catarinense”, destacou Lanznaster. A indústria injetará na economia regional, em suas diversas fases, de 4 milhões a 8 milhões de reais mensais em salários, matérias-primas, insumos, impostos e fornecedores.

Quando a produção foi suspensa, em 2009, a unidade de Joaçaba mantinha 218 empregos diretos. Agora, com a retomada e os investimentos, a força de trabalho chegará a 600 postos de trabalho.

A indústria de suínos da Aurora em Joaçaba começou a ser edificada em fevereiro de 2001, foi inaugurada em abril de 2002 e paralisada em abril de 2009. Ocupa área de 20 hectares do Distrito Industrial de Joaçaba (à margem da rodovia BR-282) e constitui-se de planta industrial de 15.000 metros quadrados de área coberta, com capacidade para industrializar 200 suínos por hora.


A planta industrial inclui portaria, administração, vestiários e refeitório, pocilgas, linha de abate, resfriamento, congelamento, estocagem e expedição. A linha de abate é formada pelos setores de choque, sangria, escaldagem, depilação e chamuscador.

O sistema de tratamento de efluentes compõe-se de sete lagoas de decantação, peneiras, decantadores e flotadores. A água é captada em riacho e em poço profundo, armazenada em lago artificial para ser utilizada no processo industrial; após, é novamente tratada e devolvida ao riacho.


A Prefeitura de Joaçaba contribuiu com a doação do terreno e o governo estadual com outros incentivos fiscais e materiais.

BASE PRODUTIVA

Para viabilizar o suprimento de matéria-prima, as cooperativas filiadas da Coopercentral Aurora que atuam em Santa Catarina expandiram a base produtiva e incrementaram a assistência técnica e a extensão rural para suprir a demanda de animais em pé para abate.

Somente a Coperio, de Joaçaba, investiu 6 milhões de reais e ativou uma série de três unidades produtoras de leitões (UPL) localizadas nos municípios de Erval Velho, Água Doce e Jaborá.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.