Bertin disponibiliza o seu sistema de rastreabilidade de produtos

Agronegócio

Bertin disponibiliza o seu sistema de rastreabilidade de produtos

O sistema, que já é utilizado há vários anos pela companhia, poderá ser acessado no site da empresa
Por: -Renata
407 acessos
A partir do dia 22 de junho, a Bertin S.A. disponibilizará para todos os clientes o seu sistema interno de controle de procedência das carnes adquiridas. O sistema, que já é utilizado há vários anos pela companhia, poderá ser acessado no site da empresa << www.bertin.com.br >>, onde haverá um espaço específico para que seus clientes, através de seu número de cadastro e da nota fiscal da compra de caixas de embarque (onde os produtos são distribuídos), chequem a fazenda e o proprietário fornecedor daquela carne. Em seguida, basta a acessar o site do Ibama << http://siscom.ibama.gov.br/geo_sicafi/ >> e do Ministério do Trabalho << http://www.mte.gov.br/trab_escravo/cadastro_trab_escravo.asp >> para ter certeza de que não está adquirindo produtos das áreas embargadas ou com práticas de trabalho escravo identificadas pelos respectivos órgãos.

Esse sistema de checagem já faz parte do Procedimento de Compra de Gado da Bertin, que considera critérios socioambientais dos fornecedores. Diariamente essas listagens são checadas pela companhia, que exclui entre seus fornecedores aquelas que figurarem na “lista suja”, como é conhecida a lista do Ministério do Trabalho que aponta fazendas que têm práticas semelhantes à escravidão, ou da lista de áreas embargadas pelo Ibama. Até o momento a empresa já deixou de comprar de 165 fornecedores que foram inclusos nessas listas.

“Disponibilizar o nosso sistema de controle de rastreabilidade de produtos foi uma forma encontrada para compartilhar com nossos clientes e também com os cidadãos o nosso compromisso de administrar a companhia de forma integrada com a responsabilidade social e ambiental”, declara Simone Soares, diretora de Comunicação e Sustentabilidade da Bertin S.A.

A executiva explica que essa é uma das diversas ações que e empresa planeja adotar em sua agenda para promover a prática da pecuária sustentável. Outra ação realizada recentemente foi a adesão da Bertin ao Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável. Liderado pelo IFC (Corporação Financeira Internacional), braço financeiro do Grupo Banco Mundial, o Grupo tem o objetivo de discutir e formular normas e práticas capazes de colaborar com a evolução sustentável da cadeia produtiva do gado no Brasil e, para isso, reúne representantes do setor pecuarista, membros da indústria, do comércio e finanças, da sociedade civil, de universidades e de instituições financeiras. As informações são da assessoria de imprensa da Bertin S.A.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink