Cadeia do couro publica análise setorial
CI
Agronegócio

Cadeia do couro publica análise setorial

A publicação traça um diagnóstico do segmento, focando os principais entraves, desafios e oportunidades do setor
Por: -Janice
O Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil (CICB), entidade que representa 800 empresas que atuam na produção e processamento de couros, acaba de publicar o trabalho “Análise Setorial da Cadeia Produtiva do Couro”.

A publicação traça um diagnóstico do segmento, focando os principais entraves, desafios e oportunidades do setor. Dentro os principais obstáculos, o estudo aponta a apreciação do real em relação ao dólar – que compromete o desempenho das exportações brasileiras –, a morosidade no ressarcimento de créditos de exportação devidos ao setor e o excesso de trâmites burocráticos.

No campo das oportunidades, o estudo destaca as vantagens comparativas que o Brasil apresenta em relação a seus concorrentes, a começar pela grande disponibilidade de terras e recursos naturais, até o fato de contar com o maior rebanho comercial do planeta.

A publicação faz um diagnóstico da indústria brasileira do couro, cujas exportações somaram US$ 2,19 bilhões em 2007 (crescimento de 16,8% sobre o ano anterior cuja receita foi de US$ 1,87 bilhão), o que dá a dimensão real do que representa o segmento para a economia nacional.

O saldo da balança comercial da indústria curtidora alcançou US$ 2 bilhões em 2007, representando 5% do saldo da balança comercial do Brasil. Os embarques de peças de maior valor agregado (couro semi-acabado e acabado) representam participação acima de 67% do total da receita das exportações brasileiras, contra 64% em 2006.

A cadeia produtiva do couro emprega 50 mil pessoas e movimenta um PIB da ordem de US$ 3,5 bilhões anualmente.

Pedidos do estudo podem ser feitos ao CICB: SAS Qd. 01 Bl. "N" Ed. Terra Brasilis - Salas 408/409; CEP: 70070-010 - Brasília – DF, ou pelo e-mail: adm.cicb@terra.com.br. As informações são da assessoria de imprensa do Centro das Indústrias de Curtumes do Brasil.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.