Capes aprova mestrado em "Energia na Agricultura" da Unioeste

Agronegócio

Capes aprova mestrado em "Energia na Agricultura" da Unioeste

Por:
481 acessos

A Universidade Estadual do Oeste do Paraná (Unioeste) acaba de ter aprovado pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) a implantação de dois novos cursos de mestrado. Trata-se do Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Energia na Agricultura do Centro de Ciências Exatas e Tecnológicas do Campus de Cascavel e o Programa Multidisciplinar em Ciências Sociais e Humanas Sociedade, Cultura e Fronteiras do Centro de Educação e Letras do Campus de Foz do Iguaçu.



O mestrado em Energia na Agricultura, destinado a profissionais e egressos das diferentes áreas de engenharia, ciências exatas e agronomia, terá 20 vagas inicialmente, com regime semestral. Os alunos deverão concluir o mestrado em dois anos. O processo seletivo está previsto para o mês de novembro próximo, com início das aulas em março de 2010.

O mestrado em Energia na Agricultura, com área de concentração em Agroenergia tem como objetivos desenvolver, aprimorar e difundir conhecimentos de técnicas de racionalização no uso da energia na cadeia agroindustrial e desenvolvimento de novas formas de produção de energia; proporcionar treinamento qualificado a profissionais docentes e pesquisadores na área de agroenergia, capacitando-os a identificar, equacionar, investigar e apontar soluções aos problemas da área.

De acordo com os professores Samuel Nelson Melegari de Souza e Deonir Secco envolvidos no projeto, entre as linhas de pesquisa contempladas no curso estão fontes alternativas de energia na agricultura, com o objetivo de geração de eletricidade e calor por meio da energia solar, eólica, biomassa, hidrelétrica, células de combustível e outras formas renováveis de energia, além da produção de combustíveis alternativos derivados de culturas energéticas, resíduos animais, vegetais e agroindustriais.

Outra linha de pesquisa trata da racionalização de energia em processos agroindustriais, tendo como objetivos o uso racional de máquinas agrícolas durante o uso e manejo do solo, melhoria da eficiência energética nos processos de produção agroindustriais, redução do consumo de energia nas construções agroindustriais e busca ainda minimizar os impactos da energia no meio ambiente.

Mais informações podem ser obtidas pelos telefones (45) 3220-3134 ou (45) 3220-3135 ou através do e-mail: ccet@unioeste.br.

MESTRADO EM SOCIEDADE, CULTURA E FRONTEIRAS

O Programa de Pós-Graduação stricto sensu em Sociedade, Cultura e Fronteiras será o primeiro mestrado a ser implantado no Campus de Foz do Iguaçu, proporcionando uma opção de estudos pós-graduados para profissionais da educação, das ciências sociais, filosofia, história, letras, geografia que atuam na região sem precisar deslocar para outras cidades a fim de dar continuidade aos seus estudos. Também semestral, o curso iniciará com onze vagas e carga horária total de 675 horas, devendo ainda ser definido o calendário de início do curso.

Segundo o professor doutor João Jorge Correa, coordenador da proposta de mestrado, o curso buscará atingir a capacitação docente para atuação no ensino superior, institutos de pesquisas e assessorias técnico-científicas; formação de um profissional com base teórica sólida e integradora para atuação em conflitos e ambiguidades derivados da situação de fronteira; formação multidisciplinar para atuação em instituições públicas e privadas, no diagnóstico, e acompanhamento de políticas públicas.

Terá também como objetivos atender a formação de recursos humanos em nível de pós-graduação na região de Foz do Iguaçu; fortalecer o intercâmbio, intercooperação e parcerias com instituições internacionais de ensino superior na região da fronteira trinacional, bem como com outras Instituições de Ensino Superior (IES) nacionais que desejam desenvolver estudos na área de concentração proposta em cooperação com a Unioeste; bem como preencher uma lacuna na formação de recursos humanos em nível de pós-graduação na área multidisciplinar de Ciências Humanas e Sociais.

FONTE

Agência Paraná de Notícias


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink