Cinco dicas para cuidar das flores durante o inverno
CI
Imagem: Pixabay
CUIDADOS

Cinco dicas para cuidar das flores durante o inverno

Conselhos importantes para proteger as flores e plantas durante a estação mais fria do ano
Por:

O inverno traz atenção não só para a saúde do corpo, como também para a saudabilidade das flores e plantas. Além das baixas temperaturas e a queda da umidade do ar, o período é marcado por dias curtos e noites mais longas, em razão da diminuição da chegada dos raios solares durante a época. As características da estação influenciam diretamente no desenvolvimento das plantas, que tendem a absorver menos luz, água e nutrientes durante o período. “No inverno, as flores e plantas absorvem menos luz, fazendo com que o seu metabolismo trabalhe de forma mais lenta. Por isso é necessário se atentar a alguns cuidados especiais durante essa época do ano”, explica Pedro Melo, CEO da Melo Flores, floricultura referência no e-commerce.

A estação, que teve início em 21 de junho e vai até 22 de setembro, antecede a primavera, o período conhecido pelo florescimento das plantas. “Durante o período, as flores e plantas tendem a poupar mais energia, para florirem e desabrocharem na primavera”, revela Pedro. Ainda que o Brasil compreenda um território vasto, com diferentes intensidades e durabilidade das estações, é importante seguir alguns cuidados específicos, com o objetivo de garantir a saudabilidade das plantas em cada estação. Confira, a seguir, as principais dicas para garantir a saúde e a beleza das plantas durante o inverno, segundo o CEO da Melo Flores:

1.Regue menos e nos horários certos

Com as temperaturas baixas e menos horas de luz solar, a água demora um período maior para evaporar, deixando o solo úmido por mais tempo. “O excesso de água no inverno pode provocar o apodrecimento das raízes, por isso, é importante se atentar à quantidade e a frequência da rega”, revela Pedro. Além disso, ele também orienta sobre os melhores horários para molhar as plantas: “Dê preferência para regá-las durante a manhã, para que a água possa evaporar ao longo do dia, evitando a propagação de fungos e pragas, que podem surgir pelo excesso de umidade do solo”, explica.

2. Cuidado com o adubo

Assim como a rega, também é importante controlar a quantidade e a frequência de adubação durante o inverno. “O metabolismo das flores e plantas ficam mais lentos no frio e, por isso, elas não conseguem absorver toda a matéria orgânica adicionada. Esse excesso de nutrientes pode ser prejudicial para o seu desenvolvimento”, revela Melo. Segundo ele, a frequência não deve ser a mesma de dias quentes, sendo ideal adubar as plantas cerca de dois meses antes do início do inverno e um mês antes do começo da primavera.

3. Afofar a terra é essencial

Com o tempo, é comum que a terra fique mais seca e compacta dentro dos vasos, dificultando a absorção da água pelas raízes. Segundo Pedro, a aeração da terra é ainda mais importante no inverno, visto que esse processo auxilia na absorção de água, luz e nutrientes. “A aeração da terra é fundamental para fortalecer o desenvolvimento das plantas e melhorar a oxigenação do solo. Porém, é importante ter cuidado ao realizar o procedimento, para não atingir as raízes e o caule”, orienta.

4. Atenção à poda

Além de ajudar a manter a saúde e a beleza, a poda é essencial para promover uma maior circulação de ar na estrutura da planta, principalmente durante o inverno, período em que a absorção de luz e nutrientes é menor. “Ao realizar a poda, é muito importante retirar os galhos e folhas secas, para não prejudicar a penetração de luz e ar no solo”, sugere o fundador da Melo Flores.

5. Local estratégico

Ainda que cada espécie exija cuidados e cultivos especiais, durante a estação é importante que as flores e plantas sejam poupadas do vento frio e das geadas, típicos do inverno. “Dentro de casa, o recomendável é deixar as flores e plantas mais próximas da janela pois, além delas receberem mais luz do sol, o local favorece a circulação de ar, que é importante para a fotossíntese”, finaliza Pedro. Já para os jardins externos, ele sugere o uso de mantas e lonas térmicas, que protegem as plantas das geadas e ventos fortes.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.